Abrir menu principal
Universidade al Quaraouiyine
Fundação 859
Tipo de instituição universidade
Localização Fez
Marrocos
34° 3' 52" N 4° 58' 24" O
Campus Fez
Website oficial

A Universidade Al Quaraouiyine (جامعة القرويين, em árabe) está localizada em Fez, em Marrocos. Outras variações do nome incluem Al Karaouine, Kairouyine, Quarawin, Al-Qarawiyin, Kairaouine, Karaouine, Karouine, Karueein e El Qaraouiyn.

Fundada em 859, é considerada a universidade mais antiga do mundo, segundo o Livro Guinness dos Recordes.[1]

Índice

HistóriaEditar

Al Quaraouiyine foi fundada com uma madraça,[2][3][4][5] em 859, por Fatima al-Fihri, [6]filha de um próspero comerciante chamado Mohammed Al-Fihri. A família Al-Fihri era xiita e havia emigrado de Cairuão (daí o nome da mesquita), Tunísia, para Fez no início do século IX. Na época, o território de Fez era parte do Califado Fatímida, xiita. Lá a família juntou-se a uma comunidade de outros imigrantes oriundos de Cairuão e já estabelecidos na parte oeste da cidade. Fatima e sua irmã, Mariam, herdaram uma grande soma de dinheiro de seu pai. Fatima decidiu destinar toda a sua herança à construção de uma mesquita para a sua comunidade. Nessa mesquita, instalou-se a primeira madraça de que se tem notícia.

Várias fontes descrevem a madraça medieval como uma universidade[5][7][8][9][10] [11]

Alguns acadêmicos acreditam que essas madraças (notadamente as de Alandalus e as do Emirado da Sicília) tenham influenciado as universidades medievais europeias.[12] Outros, porém, questionam essa influência do mundo islâmico sobre a Europa cristã e destacam as diferenças de estrutura, metodologias, procedimentos, currículos e estatuto legal entre a madraça e a universidade europeia.[13][14][15]

BibliotecaEditar

A biblioteca, localizada no centro histórico da cidade, integra o complexo da universidade e é também considerada a mais antiga biblioteca do mundo ainda em atividade. Também fundada no século IX, possui mais de quatro mil livros raros e manuscritos árabes, dentre os quais um Alcorão do século IX e um manuscrito do filósofo Averroes.[16]

Referências

  1. Rachael Holtz (30 de Abril de 2005). «Top 10 Oldest Universities in the World: Ancient Colleges» (em inglês). Collegestats.org. Consultado em 28 de Abril de 2011 
  2. Petersen, Andrew: Dictionary of Islamic Architecture, Routledge, 1996, ISBN 978-0-415-06084-4, p. 87 (verbete: "Fez"):
    The Quaraouiyine Mosque, founded in 859, is the most famous mosque of Morocco and attracted continuous investment by Muslim rulers.
  • Meri, Josef W. (ed.): Medieval Islamic Civilization: An Encyclopedia, Vol. 1, A–K, Routledge, ISBN 978-0-415-96691-7, p. 257 (entry "Fez")
  • Lulat, Y. G.-M.: A History Of African Higher Education From Antiquity To The Present: A Critical Synthesis Studies in Higher Education, Greenwood Publishing Group, 2005, ISBN 978-0-313-32061-3, p. 70:
    As for the nature of its curriculum, it was typical of other major madrasahs such as al-Azhar and Al Quaraouiyine, though many of the texts used at the institution came from Muslim Spain...Al Quaraouiyine began its life as a small mosque constructed in 859 C.E. by means of an endowment bequeathed by a wealthy woman of much piety, Fatima bint Muhammed al-Fahri.
  • a b Esposito, John (2003). The Oxford Dictionary of Islam. [S.l.]: Oxford University Press. p. 328. ISBN 0-1951-2559-2 
  • A universidade mais antiga do mundo foi fundada por uma mulher muçulmana. Por Emir Nader. Vice, 8 de abril de 2016.
  • Joseph, S, and Najmabadi, A. Encyclopedia of Women & Islamic Cultures: Economics, education, mobility, and space. Brill, 2003, p. 314.
  • Swartley, Keith. Encountering the World of Islam. Authentic, 2005, p. 74.
  • Illustrated Dictionary of the Muslim World, Publisher: Marshall Cavendish, 2010 [1] p.161
  • Civilization: The West and the Rest by Niall Ferguson, Publisher: Allen Lane 2011 - ISBN 978-1-84614-273-4
  • «The Kairaouine Mosque». Rough Guides. Consultado em 20 de novembro de 2016. Arquivado do original em 17 de novembro de 2012. and vies with Cairo's Al-Azhar for the title of world's oldest university 
  • Alatas, S. F. (2006), «From Jami'ah to University: Multiculturalism and Christian–Muslim Dialogue», Current Sociology, 54 (1): 112–132 [123–4], doi:10.1177/0011392106058837 
  • George Makdisi: "Madrasa and University in the Middle Ages", in: Studia Islamica, Vol. 32 (1970), S. 255-264 (264):
    Thus the university, as a form of social organization, was peculiar to medieval Europe. Later, it was exported to all parts of the world, including the Muslim East; and it has remained with us down to the present day. But back in the middle ages, outside of Europe, there was nothing anything quite like it anywhere.
  • Toby Huff, Rise of early modern science, 2nd ed. p. 149-159; p. 179-189.
  • Norman Daniel: Review of "The Rise of Colleges. Institutions of Learning in Islam and the West by George Makdisi", Journal of the American Oriental Society, Vol. 104, No. 3 (Jul. - Sep., 1984), pp. 586-588 (587)
  • Alexandre Costa (19 de setembro de 2016). «Biblioteca mais antiga do mundo reabre em Marrocos». Diário Expresso - Portal Sapo. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  • Ver tambémEditar