Urze-molar

A urze-molar, betouro ou urze-branca[1] (Erica arborea) é uma planta da família Ericaceae.

Como ler uma infocaixa de taxonomiaUrze-molar
Erica arborea.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Ericales
Família: Ericaceae
Género: Erica
Espécie: E. arborea
Nome binomial
Erica arborea
L.

DescriçãoEditar

Apresenta-se normalmente como um arbusto ou pequena árvore, entre 1 e 4 metros de altura, com hábito perene. No entanto, em regiões montanhosas onde a água é abundante (como na ilha da Madeira), pode formar verdadeiras árvores e florestas com alturas de até 7 metros. O tronco pode atingir, por vezes, mais de 40 centímetros de diâmetro.

Essa planta tem folhas lineares de até 4 milímetros de comprimento, verticiladas. As flores apresentam uma corola largamente campanulada, branca, com 2 a 2,5 milímetros, dispostas em panículas. Apresenta rebentos branco-pubescentes e prefere essencialmente solos ácidos.

Encontra-se normalmente em matagais xerófilos perenes, por toda a bacia mediterrânica e para oeste, até Portugal e ilhas da Madeira e Canárias. Surge ainda em algumas áreas isoladas de África, nomeadamente os montes Ruwenzori, na Etiópia e na linha vulcânica dos Camarões

A sua floração ocorre entre Fevereiro e Maio. Ao longo do tempo, foi usada para a produção de "carvão vegetal" e também a sua raiz foi usada para a fabricação de cachimbos e em vedações dos campos. Na ilha da Madeira, a sua presença é de elevada importância na sustentação dos recursos hídricos da ilha, devido ao seu papel na captura da água dos nevoeiros, fenómeno também conhecido como precipitação oculta.

UsoEditar

Os cecídios das raízes da urze-molar costumam ser usados como matéria-prima na fabricação dos cachimbos. Por duas razões: sua grande resistência ao fogo e sua capacidade natural de absorção de umidade. Na natureza, os cecídios da raiz absorvem a umidade e a fornecem à planta, o que é sumamente necessário no ambiente normalmente seco onde a planta vive. Durante o uso do cachimbo, é produzida naturalmente umidade como subproduto da combustão, e essa umidade é providencialmente absorvida pelo cecídio constituinte do cachimbo. A parte externa do cecídio é chamada de ebauchon, e a parte interna é chamada de plateaux. Ambas são usadas para confecção de cachimbos, porém considera-se que o plateaux tem uma textura superior ao ebauchon.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Pinto, B. (2010). Guia de campo – Dia B, 22 Maio de 2010, bioeventos.

BibliografiaEditar

  • Adams, W.M., A.S. Goudie & A. R. Orme (eds.) (1996): The Physical Geography of Africa. Page 55. Oxford University Press, 1996.
  • Árvores e Florestas de Portugal - Açores e Madeira, Edic. Público, Comunicações, SA. Dep. Legal nº 254481/2007
  Este artigo sobre asterídeas, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.