Vacina contra hepatite B

Vacina contra hepatite B
Bimmuge-Hepatitis B Vaccines.jpg

Vacina contra hepatite B, do tipo inativada,[1] produzida no Japão.

Estatuto OMS
Medicamento essencial (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Doença para tratar

A vacina contra a hepatite B é uma vacina que previne a hepatite B.[2] Recomenda-se que a primeira dose seja administrada no prazo de 24 horas após o nascimento, sendo posteriormente administradas mais duas ou três doses.[2] A recomendação inclui bebés prematuros e bebés imunossuprimidos, como os que nascem com VIH.[2] A vacina é também recomendada para profissionais de saúde.[3] Em pessoas saudáveis, a vacinação de rotina oferece proteção a 95% das pessoas vacinadas.[2]

A vacina é administrada através de injeção intramuscular.[2] Em pessoas de elevado risco recomenda-se a realização de análises ao sangue para confirmar a eficácia da vacina.[2] Em pessoas imunossuprimidas podem ser necessárias doses adicionais, embora para a maior parte das pessoas não sejam necessárias.[2] Em pessoas não vacinadas que tenham sido expostas ao vírus da hepatite B, para além da vacina recomenda-se a administração de imunoglobulina humana contra a hepatite B.[2]

Os efeitos adversos graves da vacina contra a hepatite B são muito pouco comuns.[2] O efeito adverso mais comum é dor ligeira no local da injeção.[2] A vacina é segura durante a gravidez e amamentação.[2] A vacina não está associada ao síndrome de Guillain-Barré.[2] As vacinas atuais são produzidas com técnicas de ADN recombinante.[2] A vacina está disponível de forma individual ou em associação com outras vacinas.[2]

A primeira vacina contra a hepatite B foi aprovada nos Estados Unidos em 1981.[4] A primeira versão recombinante foi introduzida no mercado em 1986.[2] A vacina faz parte da Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial de Saúde, os medicamentos mais seguros e eficazes imprescindíveis num sistema de saúde.[5] À data de 2014, o custo a retalho em países em vias de desenvolvimento era de 0,58–13,20 dólares por dose.[6]

Referências

  1. «Vacina adsorvida hepatite B (recombinante)» (PDF). Instituto Butantan. Consultado em 20 de março de 2021 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o «Hepatitis B vaccines WHO position paper» (PDF). Weekly Epidemiological Record. 40 (84): 405–420. 2 de outubro de 2009. Cópia arquivada (PDF) em 2 de dezembro de 2015 
  3. Chen W, Gluud C (outubro de 2005). «Vaccines for preventing hepatitis B in health-care workers». The Cochrane Database of Systematic Reviews (4): CD000100. PMID 16235273. doi:10.1002/14651858.CD000100.pub3 
  4. Moticka E (25 de novembro de 2015). A Historical Perspective on Evidence-Based Immunology. [S.l.: s.n.] p. 336. ISBN 9780123983756 
  5. «WHO Model List of Essential Medicines (19th List)» (PDF). World Health Organization. Abril de 2015. Consultado em 8 de dezembro de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 13 de dezembro de 2016 
  6. «Vaccine, Hepatitis B». International Drug Price Indicator Guide. Consultado em 6 de dezembro de 2015