Santa Valburga ou Valpurga (inglês antigo: Wealdburg; c. 71025 de fevereiro de 777/79) foi uma missionária anglo-saxã que atuou no Reino Franco. Foi canonizada cerca de 870 pelo Papa Adriano II.[1]

Santa Valburga
Valburga
Santa Valburga (c. c. 153540.), obra atribuída ao Mestre de Meßkirch
Religiosa
Nascimento c. 710
Devon
Morte 25 de fevereiro de 777 (67 anos) ou 25 de maio de 779 (69 anos)
Heidenheim (Baviera)
Veneração por Igreja Católica
Canonização c. 870
por Papa Adriano II
Festa litúrgica 25 de fevereiro ou 1 de maio
Portal dos Santos

Vida editar

 
Estátua de Santa Valburga na igreja de Contern

Valburga nasceu cerca de 710 no Reino de Wessex, no sul da atual Inglaterra, de uma rica família anglo-saxã.[2] Era parente de missionários como São Bonifácio — conhecido como o Apóstolo da Alemanha — e Santa Lioba. Seus irmãos, São Vilibaldo (700–787, primeiro bispo de Eichstätt) e São Vunibaldo (701–761), também foram destacadas personalidades religiosas.[2]

A formação religiosa de Valburga foi realizada num convento anglo-saxão. Seguindo o exemplo de seus irmãos, Valburga partiu da Inglaterra na metade do século VIII e estabeleceu-se na Alemanha como missionária, numa época em que a cristianização do norte da Europa ainda não era completa.

Em 761, quando morre seu irmão Vunibaldo, que era abade do convento beneditino de Heidenheim, Valburga assume o cargo de abadessa. A partir de então aquele passou a ser um convento duplo, com uma parte para homens o outro para mulheres, seguindo o modelo dos conventos anglo-saxões.[2]

O dia 25 de fevereiro de 779 é considerado o dia de sua morte. Entre 870 e 879, por ordem de Orkar, bispo de Eichstätt, seus restos foram trasladados de Heidenheim ao Convento de Eichstätt, onde passou a ser venerada como santa.[3]

Veneração editar

No Martirológio Romano seu dia consagrado é o 1.º de maio, mas na Ordem Beneditina é o 25 (ou 26) de fevereiro.[1] Seus restos descansam na Abadia de Santa Valburga em Eichstätt (Alemanha), mas parte de suas relíquias foram levadas a Colônia, Antuérpia e outros lugares. É a santa patrona da Antuérpia, Eichstätt e Groninga, entre outras localidades.[1] É considerada protetora contra a raiva e tempestades pelos fiéis.[1]

Noite de Santa Valburga editar

 
Comemoração da Noite de Santa Valburga em Heidelberg, registro do ano de 2007
 Ver artigo principal: Noite de Santa Valburga

A noite da véspera de um de seus dias consagrados — 1.º de maio — é chamada Noite de Santa Valburga (em alemão Walpurgisnacht; sendo que há vários nomes regionais neste idioma para este evento[4]). Segundo as lendas, nessa noite celebram juntos bruxas e demônios. No norte da Europa a Noite de Valburga é até hoje uma festa popular, celebrada com danças, fogueiras e festejos.

Referências

  1. a b c d Santa Valburga na Catholic Encyclopedia [1] (em inglês)
  2. a b c Santa Valburga no sítio da Abadia de Eichstätt [2] (em alemão)
  3. História da Abadia de Eichstätt [3] (em alemão)
  4. Wörterbuchnetz.de: Pfälzischer Wörterbuch: Walpurgis-Nacht. Trier Center for Digital Humanities / Kompetenzzentrum für elektronische Erschließungs- und Publikationsverfahren in den Geisteswissenschaften an der Universität Trier.

Ligações externas editar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Valburga