Abrir menu principal
Vanessa Prieto
Vanessa-prieto morgana.jpg
Vanessa Prieto
Nascimento 6 de março de 1979 (40 anos)
Nacionalidade Brasileira
Ocupação Atriz, produtora, roteirista

Vanessa Prieto (Ji-Paraná, 6 de março de 1979) é uma atriz, dramaturga, produtora e escritora brasileira.

Índice

Biografia e CarreiraEditar

Nascida em Ji-Paraná, no interior do estado de Rondônia,[1] Vanessa Prieto formou-se em teatro pela Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo (USP) e em Cinema pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).[2] Estudou interpretação para TV e Cinema na Alliance Theatre School, em Atlanta, nos Estados Unidos.

Na Televisão, estreou na telenovela Cristal (2006), no SBT, interpretando a vilã Bijou.[2] Na Rede Globo, fez uma participação no seriado Sítio do Pica-Pau Amarelo (2007) e na telenovela Pé na Jaca (2007).

Foi indicada ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante no Candango 2007-Festival de Cinema de Brasília, pelo longa metragem “Falsa Loura”, do diretor Carlos Reichenbach. Atuou, ainda, em diversos curtas, destaque para alguns com carreiras premiadas em festivais nacionais e internacionais: o curta musical “A Cena Perfeita”, do diretor Ricardo Rodrigues, e “Sozinho”, do diretor André Pagnossim, os curtas “Darluz” do diretor Leandro Goddinho, “Duas Almas”, do diretor Vebis JR, e o longa “Sábado A Noite”, do diretor Diego Doimo.[2] Em 2009, fundou sua produtora de teatro em 2009. Desde então, produziu e idealizou em parceria com a Brancalyone Produções Artísticas o premiado “Lampião e Lancelote” vencedor dos prêmios Bibi Ferreira, APCA e Qualidade Brasil – 2013, espetáculo dirigido por Débora Dubois. Em 2011, produziu o musical infantil “O Silêncio Em Apuros” de sua autoria, com direção de Débora Dubois.[2]

Entre outros espetáculos teatrais em que atuou estão: “Sonhos de uma Noite de Verão” no Parque Lage (RJ-2007), direção Anselmo Vasconcellos, “Ricardo III”, de W. Shakespeare, e “Mauser”, de Heiner Müller, ambos dirigidos por Celso Frateschi; “Bruxas de Salem”, de Arthur Miller, dir. Bete Dorgan; e “Entre Quatro paredes”, de Jean Paul Sartre, dir. Luis damasceno

Prêmios e IndicaçõesEditar

  • Indicada a Melhor Atriz Coadjuvante no Candango 2007- Festival de Cinema de Brasília - pelo longa metragem “Falsa Loura”;[2]
  • Prêmios Bibi Ferreira, APCA e Qualidade Brasil – 2013 com a peça Lampião e Lancelote
  • Indicada a Melhor Atriz no festival “Curta Teatro” de Sorocaba
  • Prêmio de Melhor Cenografia Festival Curta Teatro
  • Menção Honrosa no Prêmio Nascente 2009 da USP pela dramaturgia de “O Silêncio Em Apuros”[3]

CarreiraEditar

Na televisãoEditar

No cinemaEditar

No teatroEditar

Referências