Abrir menu principal
Paisagem do veld.
Cabras-de-leque no veld depois de uma queimada (Etosha National Park, Namíbia).

Veld, também grafado veldt e pronunciado[fɛlt], é um tipo de paisagem natural aberta do tipo savana das regiões planas do Sul da África, caracterizado por vastas áreas planas recobertas por pradaria e manchas esparsas de matagal composto por arbustos baixos. Este tipo de paisagem ocorre em vastas regiões da África do Sul, Lesoto, Suazilândia, Zimbabué, Botsuana e Namíbia. Uma ecorregião da África do Sul, caracterizada por matagal subtropical, foi oficialmente designada por bushveld pelo World Wide Fund for Nature.[1] A grafia "veldt" é anacrónica.[2] As queimadas são ocorrência comum no veld.[3]

EtimologiaEditar

A palavra veld tem origem na língua africânder, na qual significa 'campo'.[4]

A origem etimológica é o termo neerlandês veldt, uma grafia abandonada por aquela língua em favor de veld durante o século XIX.[5]

DescriçãoEditar

Grande parte do interior da África Meridional consiste num planalto estepário recoberto por grandes formações de gramíneas, em parte semi-desértico, conhecido como Highveld (Alto-Veld). Estas áreas apresentam altitudes elevadas, em grande parte entre 1200 m e 1800 m acima do nível médio do mar, sendo em cosnequência relativamente frias. O Highveld estende-se do leste da parte norte-oriental da província de Western Cape e inclui toda a Estado Livre de Orange. Ao norte, o Highveld inclui as formações rochosas de Witwatersrand, conhecidas pela sua riqueza em ouro. Para o norte desta área, no Transvaal, estende-se a Bushveld, uma área de savana com depósitos minerais igualmente importantes (platina, níquel, cromo, cobre e ferro). O Bushveld estende-se até ao vale do Limpopo, no norte, e ao Kalahari para o oeste. Para leste, o Highveld é claramente delineada pela Grande Escarpa. Algumas fontes denominam o Highveld como o "Karoo setentrional", relacionando-o com as terras altas do Karoo australiano.

As planícies costeiras além da escarpa são chamados Lowveld (Baixo-Veld). Esta faixa de terra tem uma largura que varia entre 60 Km e 200 km, caracterizada por temperaturas do ar elevadas, sendo cultivada de forma menos intensa. Até meados do século XX, o Lowveld foi assombrado pelo mosca tsé-tsé, vector doença do sono, razão pela qual também foi chamado de país da febre. Nesta região existem importantes depósitos de petróleo e gás natural.


  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Em função do clima e vegetação, o veld divide-se em várias áreas diferenciadas:


Notas

  1. «Southern Africa bushveld». Terrestrial Ecoregions. World Wildlife Fund 
  2. Eric Anderson Walker (ed). The Cambridge History of the British Empire, Volume 4. Cambridge University Press 1963 (Afrikaans: pp. 890–894)
  3. «Veldfires in South Africa». .dwaf.gov.za. 30 de março de 2005. Consultado em 31 de outubro de 2012. Arquivado do original em 5 de maio de 2012 
  4. Tweetalige Woordeboek Afrikaans-Engels. [S.l.]: Tafelberg-uitgewers. 1984. ISBN 0-624-00533-X 
  5. Winkel, Lammert Allard te. De grondbeginselen der Nederlandsche spelling: Regelen der spelling voor het Woordenboek der Nederlandsche Taal. Publisher: D. Noothoven van Goor, 1873. Download from: [1]