Venâncio de Camerino

Disambig grey.svg Nota: Para o santo do Vêneto do século VI, veja Venâncio Fortunato.
São Venâncio de Camerino
Torturas de São Venâncio: pendurado de ponta cabeça sobre uma fogueira e depois atirado aos leões. Mural da Igreja de São Venâncio, Horgenzell.
Mártir
Morte c. 250[1]
Veneração por Igreja Católica
Igreja Ortodoxa[2]
Festa litúrgica 18 de maio
Atribuições Jovem crucificado de ponta cabeça com fumaça saindo da cabeça; jovem segurando a cidade de Camerino; jovem segurando a cidade de Camerino, a palma do martírio e um livro; jovem com um estandarte segurando o muro da cidade.
Padroeiro Camerino, Itália
Gloriole.svg Portal dos Santos

Venâncio de Camerino (em latim: Venantius; em italiano: Venanzio, conhecido também como Wigand[3]) é o padroeiro de Camerino, Itália. Segundo a tradição cristã, Venâncio tinha apenas 15 anos de idade[1] quando foi torturado e decapitado durante a perseguição de Décio. Foram martirizados com ele outros dez cristãos[1], incluindo o padre Porfírio, o tutor de Venâncio, e Leôncio, o bispo de Camerino.

Antes de ser morto, Venâncio foi flagelado, queimado com tochas, pendurado de cabeça para baixo sobre uma fogueira, teve seus dentes arrancados e sua mandíbula, quebrada, foi atirado aos leões e jogado de um desfiladeiro. Seus "Atos" alegam, ainda, que ele conseguiu escapar por um breve período de Camerino e se escondeu em Raiano, onde também há uma igreja dedicada a ele[1].

VeneraçãoEditar

Venâncio foi enterrado fora da muralha da cidade, onde uma basílica foi construída no século V e depois reconstruída muitas vezes ao longo dos séculos. O culto de São Venâncio se popularizou: sua imagem apareceu em moedas e em litanias; fontes perto da basílica, associadas ao santo, eram utilizadas por leprosos e pessoas com úlceras pépticas na tentativa de uma cura. Venâncio depois substituiu São Ansovino como padroeiro da cidade.

Em 1259, durante a destruição e saque de Camerino pelas tropas de Manfredo da Sicília, as relíquias de São Venâncio foram transportadas em segurança para o Castel dell'Ovo, em Nápoles. Elas foram devolvidas a Camerino em 1269, por ordem do papa Clemente IV, adversário de Manfredo.

No século XVII, o papa Clemente X, que fora bispo de Camerino, contribuiu ainda mais para a disseminação do culto de São Venâncio: ele elevou a festa do santo ao nível de rito duplo e compôs hinos para o ofício litúrgico de Venâncio.

No Calendário Geral Romano de 1670 até 1969, a festa foi uma celebração de terceira classe do dia 18 de maio.

Referências

  1. a b c d «San Venanzio di Camerino» (em italiano)  Parâmetro desconhecido |publicaod= ignorado (ajuda).
  2. [http://www.synaxarion.gr/gr/sid/3237/sxsaintinfo.aspx Ὁ Ἅγιος Βενάντιος ὁ Μάρτυρας 18 Μαΐου. ΜΕΓΑΣ ΣΥΝΑΞΑΡΙΣΤΗΣ.
  3.   "Sts. Wigand" na edição de 1913 da Enciclopédia Católica (em inglês). Em domínio público.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Venâncio de Camerino