Veremundo

Veremundo ou Veremundus, hipotético rei dos Suevos na Galécia, entre 469 e 508?, é o primeiro rei do chamado "período de obscuridade" para a região e sobre o qual existem poucos dados seguros. Este período segue-se à morte do cronista Idácio de Chaves (469) e à conversão dos Suevos ao arianismo (466).

A sua existência é conjecturada com base numa inscrição descoberta em Vairão. A data na inscrição foi considerada inicialmente como 485[1], embora vários estudos façam crer que a data seja 1035, referindo-se a Bermudo III de Leão[2][3][4][5].

Referências e Notas

  1. Ieronymo da Cunha de Almeida, Iuizo Historico sobre o Letreiro que se achou em hua pedra que estaua no celeiro do Mosteiro de Vayrão, (1637)
  2. João Pedro Ribeiro, Memoria Ácerca da Inscripção Lapidar, que se acha no Mosteiro do Salvador de Vayrão, de Religiosas Beneditinas, no Bispado do Porto, e da pertendida antiguidade do mesmo Mosteiro, que daquella inscripção se tem procurado deduzir – Memorias de Litteratura Portugueza – tomo V, (1793), 421
  3. Armando de Mattos, Dois Estudos, (1943)
  4. Mário Jorge Barroca, Epigrafia Medieval Portuguesa, Vol.II Tomo I, (2000), 83.
  5. Sérgio Paiva, Inscrição Lapidar de Vairão, (2020)
Precedido por
Remismundo
Reino Suevo
469 - 508
Sucedido por
Réquila II


  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.