Vice-reino do Cáucaso (1801–1917)

O Vice-reino do Cáucaso foi a autoridade administrativa e política do Império Russo na região do Cáucaso exercida através dos cargos de glavnoupravlyayushchiy (em russo: главноуправляющий) (1801–1844, 1882–1902) e namestnik (наместник) (1844–1882, 1904–1917). Esses dois termos são comumente traduzidos, embora com imprecisão, como vice-rei, que é frequentemente usado de forma intercambiável com o governador geral. Mais precisamente, glavnoupravljajuçij é referido como Alto Comissário do Cáucaso, e namestnik como vice-rei.

Кавказское наместничество
Vice-reino do Cáucaso
Vice-reino do Império Russo
 
 
 
1801–1917

Map-1903-caucasus.jpg
Capital Tiflis
Líder Vice-rei
1801–1802 Karl von Knorring

Ao longo de mais de um século do domínio russo no Cáucaso, a estrutura do vice-reinado passou por várias mudanças, com a adição ou remoção de cargos administrativos e o redesenho das divisões provinciais.[1]

HistóriaEditar

 Ver artigo principal: Conquista russa do Cáucaso

A primeira vez que a autoridade russa foi estabelecida sobre os povos do Cáucaso foi após a anexação russa do Reino de Cártlia-Caquécia (leste da Geórgia) em 1801. O general Karl von Knorring foi a primeira pessoa a ser designada para governar o território do Cáucaso, sendo oficialmente nomeado Comandante em Chefe da Geórgia e Governador Geral de Tíflis (Tiblíssi). Sob seus sucessores, principalmente o príncipe Pavel Tsitsianov, o general Aleksey Yermolov, o conde Ivan Paskevich e o príncipe Mikhail Vorontsov, a Transcaucásia russa se expandiu para abranger territórios adquiridos em uma série de guerras com o Império Otomano, o Império Persa e os povos do norte do Cáucaso. O escopo de sua jurisdição acabou por incluir o que hoje é a Geórgia, Armênia, Azerbaijão e norte do Cáucaso, bem como partes do nordeste da Turquia (hoje as províncias de Artvin, Ardaã, Cars e Iğdır).[2]

Com sede em Tíflis, os vice-reis agiam como embaixadores de facto nos países vizinhos, comandantes em chefe das forças armadas e a autoridade civil suprema, a maior parte responsável apenas pelo czar. De 3 de fevereiro de 1845 a 23 de janeiro de 1882, sua autoridade era supervisionada pelo Comitê do Cáucaso, composto por representantes do Conselho de Estado e dos ministérios das Finanças, Domínios do Estado, Justiça e Interior, além de membros de comitês especiais. Após a Revolução de Fevereiro de 1917, que despojou o czar Nicolau II da coroa russa, o vice-reinado do Cáucaso foi abolido pelo Governo Provisório Russo em 18 de março de 1917, e toda a autoridade, exceto a zona do exército ativo, foi confiada ao órgão administrativo civil chamado Comitê Especial da Transcaucásia ou Ozakom (abreviação para Osobyy Zakavkazskiy Komitet, Особый Закавказский Комитет).

 
Mapa etnográfico da Transcaucásia russa, 1880

Províncias e Oblasts em 1917Editar

 
Palácio do vice-rei do Cáucaso em Tíflis, na década de 1860

Altos Comissários e Vice-reis do CáucasoEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Hambaryan, Azat S. (1981). "Հայաստանի սոցիալ-տնտեսական և քաղաքական դրությունը 1870-1900 թթ." em armênio/arménio: Situação socioeconômica e política da Armênia, 1870–1900 in Hay Zhoghovrdi Patmut'yun [History of the Armenian People], ed. Tsatur Aghayan et al. Yerevan: Armenian Academy of Sciences, vol. 6, pp. 15–17.
  2. Tsutsiev, Arthur (2014). Atlas of the Ethno-Political History of the Caucasus. Traduzido por Nora Seligman Favorov. New Haven: Yale University Press. p. 37. ISBN 9780300153088 

Leitura adicionalEditar

  • Atkin, Muriel (1980). Russia and Iran, 1780–1828. Minneapolis: University of Minnesota Press. ISBN 978-0816609246 
  • Breyfogle, Nicholas (2005). Heretics and Colonizers: Forging Russia's Empire in the South Caucasus. Ithaca: Cornell University Press. ISBN 978-0801442421 
  • Haxthausen, Barão August von (2016) [1854-55]. Transcaucasia and the Tribes of the Caucasus. Traduzido por John Edward Taylor. Introdução de Pietro A. Shakarian. Prefácio por Dominic Lieven. Londres: Gomidas Institute. ISBN 978-1909382312 
  • Jersild, Austin (2003). Orientalism and Empire: North Caucasus Mountain Peoples and the Georgian Frontier, 1845-1917. Montreal e Kingston: McGill-Queen's University Press. ISBN 978-0773523296 
  • Layton, Susan (1995). Russian Literature and Empire: Conquest of the Caucasus from Pushkin to Tolstoy. Cambridge: Cambridge University Press. ISBN 978-0521444439 
  • Tsutsiev, Arthur (2014). Atlas of the Ethno-Political History of the Caucasus. Traduzido por Nora Seligman Favorov. New Haven: Yale University Press. ISBN 978-0300153088