Violência e Paixão

filme de 1974 dirigido por Luchino Visconti

Gruppo di famiglia in un interno (bra/prt: Violência e Paixão)[1][2] é um filme franco italiano de 1974, do gênero drama, dirigido por Luchino Visconti.[3]

Violência e Paixão
'Gruppo di famiglia in un interno'
Pôster alemão do filme
 Itália ·  França
1974 •  cor •  121 min 
Direção Luchino Visconti
Elenco Burt Lancaster
Helmut Berger
Silvana Mangano
Género drama
Idioma inglês

É o penúltimo filme dirigido por Visconti.

SinopseEditar

O filme conta a história de um professor, interpretado pelo actor Burt Lancaster, que vive sozinho num apartamento, cercado de livros, esculturas, pinturas e outras obras de arte. Certo dia, a marquesa Bianca Brumonti (Silvana Mangano) aparece com uma proposta para ocupar o apartamento de cima. Mesmo não gostando muito da ideia, o professor acaba por aceitar. Juntmente com a marquesa, vem a sua filha, Lietta (Claudia Marsani), o namorado de sua filha, Stefano (Stefano Patrizi), e o seu amante, Konrad (Helmut Berger). Com o passar do tempo, passa a envolver-se com a complicada família.

RecepçãoEditar

No site agregador de críticas Rotten Tomatoes, o filme possui uma taxa de aprovação de 78% com base em nove críticas.[4] Vincent Canby, do The New York Times, escreveu: "O Sr. Lancaster, apesar do bom e velho profissional que é, está horrível, adotando esse jeito humilde de "Birdman of Alcatraz" que ele usa no que ele aparentemente acha que é certo fazer em filmes. "Conversation Piece" é o tipo de filme idiota que o profissional pragmático Burt Lancaster, o herói do filme de ação, bufaria e sairia no meio. Um desastre".[5] Jamie Havlin, do Louder Than War, deu ao filme oito pontos em 10, comentando "Este penúltimo filme de Visconti é obviamente afetado pela saúde debilitada do diretor. Devido a um derrame sofrido alguns anos antes, tornou-se necessário que as filmagens fossem o mais simples possível, o que significa que tudo foi filmado em um cenário construído inteiramente em estúdio... A atuação geralmente é muito boa, especialmente a performance principal de Burt Lancaster, cuja saúde e vitalidade Visconti esperava durante as filmagens, enquanto os figurinos e cenários são imaculadamente projetados e o cinema apesar da configuração interna, muitas vezes é excelente. Poucos, se houver algum, considerariam isso sua obra-prima, mas o Conversation Piece ainda é uma fatia fascinante do cinema de um cineasta, e embora menor para seus padrões, prefiro assistir do que qualquer coisa atualmente exibida no meu multiplex local."[6] Um crítico da Time Out London declarou:" Se a intrusão no estilo "dolce vita" é dada distintamente ao estilo de Jacqueline Susann pelo diálogo bastante dissociado na versão em inglês, o Conversation Piece aparece como um mistério visualmente rico e ressonante, muito mais fluido e compreensivo do que Morte em Veneza ".[7] James Evans, da Starburst, deu ao filme oito pontos em 10, pontuando "Ao se aproximar do crepúsculo de sua carreira, Burt Lancaster havia mudado de jovem estrela de ação para personagem sutil e isso está em evidência clara aqui em sua performance melancólica e de olhos tristes. Visconti cria um mundo fora do tempo na casa do professor (não há outro cenário) que é ao mesmo tempo artificialmente irreal e emblemático em relação a sua vida interior. É um filme suntuoso e bonito, feito de forma exuberante, contemplativo e rico em subtexto que deve recompensar outras visões."[8] Adrian Turner, do Radio Times, deu ao filme três estrelas em cinco, acrescentando" Todos os temas visconti usuais - a colisão de culturas, o choque entre o antigo e o novo, a iminência da morte - são cobertos à sua maneira opulenta habitual. O filme reuniu o diretor com Burt Lancaster, que estrelou The Leopard."[9]

Referências

  1. AdoroCinema (Brasil)
  2. CineCartaz (Portugal)
  3. «PtGate - Violência e Paixão». Consultado em 12 de julho de 2009 
  4. «Conversation Piece (Gruppo di famiglia in un interno) (1974)». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  5. Canby, Vincent (24 de junho de 1977). «Film: Vulnerable Work by Visconti». The New York Times. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  6. Havlin, Jamie (18 de agosto de 2016). «Luchino Visconti's Conversation Piece - film review». Louder Than War. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  7. «Conversation Piece». Time Out London (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  8. Evans, James (9 de agosto de 2016). «CONVERSATION PIECE (1974)». Starburst. Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  9. Turner, Adrian. «Conversation Piece – review | cast and crew, movie star rating and where to watch film on TV and online». Radio Times (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2019 
  Este artigo sobre um filme do cinema italiano é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.