Abrir menu principal

O título de Visconde de Carregoso foi criado por D. Luís I de Portugal por decreto de 27 de Março de 1869, a favor de António Gomes Brandão.[1]

BiografiaEditar

António Gomes Brandão (19 de Abril de 1807 - 26 de Setembro de 1878) é natural de Cucujães e foi o 1º e único detentor deste titulo.[2] Foi sócio da Companhia de Caminhos de Ferro ao Sul do Tejo e fidalgo cavaleiro da Casa Real. Foi, ainda, eleito deputado da Nação, em diversas legislaturas, de 1861 a 1864. Teve, também, a condecoração de comendador da Ordem da Conceição. O Visconde do Carregoso beneficiou, de diversas formas, a terra que o viu nascer. Em 1870, para a instrução de crianças do sexo masculino, criou uma escola primária em Cucujães, considerada, na época, como uma das mais bem equipadas do distrito de Aveiro.[3] Fora desta terra, António Gomes Brandão ajudou à construção do antigo Convento da Madre de Deus em Lisboa, cidade onde veio a falecer. Casou com D. Maria da Conceição Neves Cordeiro. A Vila de Cucujães tem uma rua a si dedicada.


Referências

  1. Eduardo Martins Zuquete, Afonso - Nobreza de Portugal e do Brasil - Bibliografia, Biografia, Cronologia, Filatelia, Genealogia, Heráldica, História, Nobiliarquia, Numismática, vol.2 pag. 485, Lisboa, 1989
  2. http://www.cm-oaz.pt/oliveira_de_azemeis.1/freguesias.42/cucujaes.64p2.html
  3. «Cópia arquivada». Consultado em 13 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2013