Visitação (Gregório Lopes, Espírito Santo)

pintura de Gregório Lopes (Igreja do Espírito Santo)


Visitação é uma pintura a óleo sobre madeira, de c. de 1525 - 1550, do artista português do Renascimento Gregório Lopes (c. 1490-1550), obra que está atualmente ao Museu de Évora.

Visitação
Autor Gregório Lopes
Data c. 1525 - 1550
Técnica Pintura a óleo sobre madeira
Dimensões 118 cm × 90 cm 
Localização Museu de Évora, Évora

A Visitação de Gregório Lopes representa obviamente o episódio bíblico da visita de Maria, grávida de Jesus, à sua prima Isabel, que era muito mais velha e que estava igualmente perto de dar à luz João Baptista.

A Gregório Lopes são atribuidas a criação de três outras versões da Visitação (todas em Galeria), uma proveniente do extinto Convento de S. Bento, outra que pertencia ao Retábulo do Paraíso, estando estas atualmente no MNAA, e outra ainda proveniente do Convento do Bom Jesus de Valverde que está actualmente também no Museu de Évora.

Descrição e históriaEditar

O centro da composição está ocupado pelas duas primas de pé de corpo inteiro. Isabel curva-se perante Maria que, de olhos baixos, coloca a mão esquerda sobre o ombro da prima, apoiando a mão direita sobre o braço dela. Atrás, no lado esquerdo, dois anjos de longas túnicas parecem comentar a cena. Do lado direito, mais atrás, alinham-se algumas casas, encontrando-se à frente da primeira um homem que puxa um cavalo, enquanto num alpendre se divisa uma outra figura humana, e uma outra em frente de uma porta um pouco mais recuada. Por detrás das casas, desenvolve-se uma árvore com uma copa bastante frondosa, que ocupa uma parcela significativa da tela, onde se parecem identificar silhuetas, uma humana e uma animal. Em fundo uma paisagem de montanhas suaves em tons de azul.[1]

A pintura esteve inicialmente na sacristia da Igreja do Espírito Santo, mas devido às más condições em que ali se encontrava, a pintura foi transferida para o Convento de São Bento de Cástris, também em Évora, onde funcionou a secção masculina da Casa Pia de Évora, desde a década de 1960 até 2005, tendo o responsável por esta instituição solicitado o restauro da pintura e por não existirem condições naquele Convento a pintura acabou por ser entregue à guarda do Museu de Évora.[1]

GaleriaEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Nota sobre a obra na Matriznet [1]

BibliografiaEditar

  • Branco, Manuel - "A Fundação da Igreja do Bom Jesus de Valverde e o Tríptico de Gregório Lopes" in A Cidade de Évora, nº 71-76. Évora: Boletim da Câmara Municipal de Évora, 1988-1993, pág. 59
  • Chaves, Henrique da Fonseca - "Alguns Quadros da Igreja do Espírito Santo de Évora" in A Cidade de Évora, Ano III, Nº 9-10. Évora: 1945, pág. 105-113
  • Espanca, Túlio - "Notas sobre Pintores em Évora nos Séculos XVI e XVII" in A Cidade de Évora, nº13-14. Évora: Comissão Municipal de Turismo, 1947, pág. 111
  • Santos, Luís Reis - "Painéis dos Mestres de Ferreirim de Igrejas e Conventos de Évora" in A Cidade de Évora, vol. VII, nº21-22,. Évora: Comissão Municipal de Turismo de Évora, Jan-Jun. 1950, pág. 20, 29,33,34

Ligação externaEditar