Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde junho de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Wallace Cochrane Simonsen
Prefeito de São Bernardo do Campo
Período 1945 á 1947
Sucessor Tereza Delta
Dados pessoais
Nascimento 23 de Maio de 1884
Rio de Janeiro
Morte 6 de Junho de 1955
São Paulo
Profissão Político

Wallace Cochrane Simonsen (Rio de Janeiro, 23 de maio de 1884São Paulo, 6 de junho de 1955) foi um banqueiro e político brasileiro, um dos líderes do movimento pela emancipação de São Bernardo do Campo (1945), e seu primeiro prefeito.

Era pai do empresário Mário Wallace Simonsen.

BiografiaEditar

Filho de Sidney Martin Simonsen e Robertina Cochrane Simonsen, foi casado com Maria Emilia Moretson Simonsen, com quem teve oito filhos: Lucila, Mário, Zaira, Luci, Jorge, Maria Luiza, Luiz e Renê.

Seus primeiros estudos foram no Colégio São Luiz, em Itu. Obteve seu primeiro emprego em 1899, trabalhando como escriturário no Banco do Comércio e Indústria, em Santos. Atuando na corretagem do café, galgou carreira impressionante, se transformando anos depois no presidente-fundador do Banco Noroeste e em influente figura das elites paulistas e brasileiras.[1]

Simonsen chegou a São Bernardo do Campo em 1929, ocasião em que adquiriu terras no município e lá instalou, em 1932, um sítio de recreio ao qual deu o nome de "Chácara Silvestre".

Em 1938, o país vivia sob a ditadura de Getúlio Vargas, que nomeava os interventores estaduais e lhes dava plenos poderes, inclusive para rebaixar municípios a distritos, elevar distritos a municípios e para nomear prefeitos. Em 30 de novembro de 1938, o interventor estadual Adhemar de Barros, assinou um decreto transferindo a sede do município de São Bernardo para Santo André, sendo a antiga Vila de São Bernardo rebaixada a mero distrito.[2]

Descontentes com a humilhante situação enfrentada pela cidade, um grupo de empresários começa a se reunir em segredo, para discutir a emancipação de São Bernardo. Sem grande prestígio político junto ao governo, esse grupo pouco podia fazer para recuperar a autonomia de São Bernardo.

As reuniões do movimento autonomista aconteciam no "Bar e Café Expresso", que ficava na esquina da Marechal Deodoro com Dr. Fláquer. Bortolo Basso, dono do estabelecimento, sugere que o grupo procure o banqueiro Wallace Simonsen, proprietário de uma chácara na cidade (a Chácara Silvestre). Empresário de prestígio nacional, Simonsen forneceria a força política que faltava ao grupo.

Em maio de 1943, sob a liderança de Wallace Simonsen, é fundada a Sociedade dos Amigos de São Bernardo. Criada com o objetivo de coordenar a luta pela emancipação, a sociedade contava com a participação de Pery Ronchetti, Francisco Miele, Ítalo Setti, João Corazza e Plínio Ghirardello.

Baseados em uma disposição governamental que garantia o direito de pleitear a emancipação aos distritos que preenchessem certos requisitos mínimos, em termos de território e população, o grupo solicita a emancipação do município. Graças à persistência desse grupo e à influência política de Simonsen, o decreto-lei 14.334 de 30 de novembro de 1944, que estabelecia a nova divisão político-administrativa do Estado e São Paulo, elevou novamente o distrito de São Bernardo à categoria de município. No dia 1° de janeiro de 1945, o novo município foi instalado - agora com o acréscimo "do Campo" agregado ao nome "São Bernardo". Wallace Simonsen, nomeado prefeito, toma posse naquele mesmo dia e governou a cidade até 1947.[3]

Chácara SilvestreEditar

Antiga propriedade de veraneio da família Simonsen, vincula-se à história da cidade pela atuação de Simonsen em prol da emancipação de São Bernardo do Campo. Preservada em razão de sua importância histórica e arquitetônica, como marco da arquitetura residencial da elite dos anos 30, com forte influência do estilo europeu, presente no destaque dado às vigas da fachada principal e como importante testemunho do subúrbio rural que São Bernardo do Campo desempenhou regionalmente. É um bem cultural tombado pelo COMPAHC — Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de São Bernardo do Campo e se localiza no bairro Nova Petrópolis em São Bernardo do Campo.[1]

Ligações externasEditar

  • Biografia Prefeitura de São Bernardo do Campo
  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b ABC, Portal do ABC do. «São Bernardo do Campo ‹ Conheça a história de São Bernardo do Campo». www.abcdoabc.com.br. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  2. «História da Cidade - São Bernardo». www.saobernardo.sp.gov.br. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  3. ABC, Portal do ABC do. «São Bernardo do Campo ‹ Conheça a história de São Bernardo do Campo». www.abcdoabc.com.br. Consultado em 4 de dezembro de 2017