Westward Ho the Wagons!

filme de 1956 dirigido por William Beaudine
(Redirecionado de Westward Ho, The Wagons!)

Westward Ho, the Wagons! é um filme estadunidense de faroeste lançado em 1956, dirigido por William Beaudine para a Walt Disney Productions. O roteiro de Tom Blackburn adaptou o romance de Mary Jane Carr chamado Children of the Covered Wagon. Filmado em CinemaScope, no Rancho Janss Conejo, na Califórnia.

Westward Ho the Wagons!
Odisseia do Oeste[1] (BR)
A Odisseia do Oeste[2][3]
 (BRA)
 Estados Unidos
1956 •  cor •  90 min 
Direção William Beaudine
Roteiro Tom Blackburn
Elenco Fess Parker
Kathleen Crowley
Género filme de faroeste
Idioma inglês

ElencoEditar

SinopseEditar

 
Chimney Rock em Nebrasca é mostrado no filme
 
Forte Laramie por volta de 1840, pintado de memória por Alfred Jacob Miller

O médico John 'Doc' Grayson acompanha uma caravana pela Trilha do Oregon por volta de 1846. Ao atravessarem o território dos índios Pawnees, são atacados pelos nativos por causa dos valiosos cavalos que um dos fazendeiros trouxera consigo. Depois de uma intensa luta o grupo chega ao Forte Laramie, chefiado pelo comerciante francês Bissonette que mantém boas relações com os Sioux cuja aldeia fica próxima. O feiticeiro Muitas Estrelas avista a pequena Myra Thompson e acha que seus cabelos loiros são "boa medicina" e convence o chefe Irmão do Lobo a tentar levá-la para a tribo, o que torna a situação tensa. A única chance da caravana seguir viagem sem risco de novo ataque dos índios é Doc e seus conhecimentos médicos que desafiarão o temido feiticeiro.

CançõesEditar

  • Westward Ho, the Wagons! - letra de Tom Blackburn e música de George Bruns
  • The Ballad of John Colter - letra de Tom Blackburn e música de George Bruns
  • Wringle Wrangle - composta por Stan Jones
  • "I'm Lonely, My Darlin'" (baseado na canção folclórica Green Grow the Lilacs) - letra de Fess Parker e arranjo musical de George Bruns
  • Pioneer's Prayer (de The Vanishing Prairie) - letra de Hazel "Gil" George e música de Paul J. Smith

Ver tambémEditar

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. «Odisseia do Oeste». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 3 de novembro de 2018 
  2. «Cartazes: A odisseia do oeste». Rio de Janeiro: Correio da Manhã, 5.º Caderno. 22 de dezembro de 1957. p. 1. Consultado em 3 de novembro de 2018 
  3. «Revista de estreias». Rio de Janeiro: Cine-Repórter. 22 de novembro de 1958. p. 3. Consultado em 3 de novembro de 2018 
  Este artigo sobre um filme de faroeste é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.