World of Warcraft: The Burning Crusade

World of Warcraft: The Burning Crusade
Produtora(s) Blizzard Entertainment
Editora(s) Blizzard Entertainment
Série Warcraft
Plataforma(s) Windows, Mac OS X
Lançamento
  • EU / NA 16 de Janeiro de 2007
Gênero(s) MMORPG
Modos de jogo Multiplayer
World of Warcraft
World of Warcraft: Wrath of the Lich King

World of Warcraft: The Burning Crusade (em português, World of Warcraft: A Crusada Ardente) é um pacote de expansão para o jogo World of Warcraft. Foi lançado em 16 de janeiro de 2007 à meia-noite local na Europa e na América do Norte, vendendo cerca de 2,4 milhões de cópias apenas no dia do lançamento e tornando-o o jogo de PC mais vendido na época.[1][2] Aproximadamente 3,53 milhões de cópias foram vendidas no primeiro mês de lançamento, incluindo 1,9 milhão na América do Norte, mais de cem mil cópias na Austrálasia e quase 1,6 milhão na Europa.[3]

Nessa expansão, uma extensa variedade de itens foram adicionados, além de duas novas raças denominadas Elfos Sangrentos e Draenei, bem como também novos cenários.

Os Elfos Sangrentos são uma raça da Horda (Horde). Usam Falcostruz como montaria racial. A zona inicial deles é Floresta do Canto Eterno e a capital é Luaprata. Os Draenei são a nova raça da Aliança (Alliance). Sua montaria racial são os Elekk. Sua zona inicial é a ilha Névoa Azul e a capital é Exodar.

Nessa expansão da série Warcraft foi lançada um novo mundo chamado Terralém, que se encontra do outro lado do Portal Negro, mundo onde a Burning Crusade e a caçada às forças do mal começa. A expansão traz também duas novas profissões, joalheiro (Jewelcrafter) que pode fazer anéis e pedras para encantar os equipamentos e encantador (Enchanter) que pode destruir itens sem utilidade e transformá-los em encantos para outros itens.

Os jogadores de World of Warcraft: The Burning Crusade poderão também expandir o seu nível para nível 70, onde terão novos equipamentos, e onde poderão também controlar um novo tipo de montaria, as montarias voadoras, que os permitem ver o novo continente de Terralém numa nova perspectiva, onde os End-Boss High Content PVE serão Illidan Tempesfúria e Laris StormKeeper que são encontrados no Templo Negro, uma nova raide de 25 jogadores. Juntamente nessa expansão também é possível enfrentar Kael'thas Andassol na Fonte da Nascente do Sol, raide localizada na ilha de Quel'Danas, onde também se pode fazer a masmorra de 5 jogadores mais difícil da expansão, Magister's Terrace, onde serão testadas as habilidades do seu herói em busca da vingança contra quem uma vez aprisionou os Elfos Noturnos. A temporada final dessa expansão, é o Set PVP Brutal Gladiator, onde o mesmo pode ser adquirido apenas com Pontos de Arena, conseguidos através de disputas de brackets 2x2,3x3 ou 5x5. Enquanto a High Gear que se pode adquirir é através de raides com tokens que são dropados aleatoriamente pelos bosses, em que cada token beneficia 3 classes específicas, forçando os players a decidirem e manterem prioridade aos jogadores principais.

Referências

  1. Irvine, Calif (23 de janeiro de 2007). «World of Warcraft: the Burning Crusade shatters day-1 sales record». Blizzard Entertainment. Consultado em 24 de maio de 2020. Arquivado do original em 26 de janeiro de 2007 
  2. Terdiman, Daniel (9 de janeiro de 2009). «'WoW: Wrath of Lich King' sets sales record». CNET (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2020 
  3. «World of Warcraft: the Burning Crusade continues record-breaking sales space». Blizzard Entertainment. 7 de março de 2008. Consultado em 24 de maio de 2020. Arquivado do original em 3 de agosto de 2008 
  Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.