Abrir menu principal

"Wunder gibt es immer wieder" (tradução em português: "Os milagres se sucedem outra vez e outra vez") foi a canção alemã no Festival Eurovisão da Canção 1970, interpretada em alemão por Katja Ebstein.

Alemanha "Wunder gibt es immer wieder"
Katja Ebstein (Duitsland), Bestanddeelnr 923-3699.jpg
Festival Eurovisão da Canção 1970
País
Artista(s)
Língua
Alemão
Compositor(es)
Christian Bruhn
Letrista(s)
Günter Loose
Performance das finais
Resultado da final
3.º
Pontos da final
12
◄ "Primaballerina" (1969)   
"Diese Welt" (1971) ►

A canção foi a 11ª a ser interpretada na noite do Festival (depois de Dominique Dussault de Mónaco com "Marlène" e antes de Dana da Irlanda com "All Kinds of Everything"). No final da votação, obteve 12 pontos, ficando em 3º lugar, entre 12 participantes.

A canção que a seguiu como representante alemã no festival de 71 foi "Diese Welt", interpretada por Ebstein outra vez.

Foi gravada de novo pelo grupo alemão Monrose para o Deutscher Vorentscheid 2007.

AutoresEditar

  • Música de: Christian Bruhn
  • Letra: Günter Loose
  • Orquestrador: Christian Bruhn

LetraEditar

A canção é uma canção positiva, com Ebstein comentando que não tem caso em queixar - se se está infeliz e sem amor, porque os milagres passam constantemente e eventualmente um dia virá até você.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

  "Wunder gibt es immer wieder", canção da Alemanha no Festival Eurovisão da Canção 1970