Abrir menu principal

Zebreira

vila e antiga freguesia de Idanha-a-Nova, Portugal
Portugal Zebreira 
  Freguesia portuguesa extinta  
Zebreira.jpg
Símbolos
Brasão de armas de Zebreira
Brasão de armas
Gentílico Zebreirense
Localização
Zebreira está localizado em: Portugal Continental
Zebreira
Localização de Zebreira em Portugal Continental
Coordenadas 39° 50' 43" N 7° 04' 13" O
Concelho primitivo Idanha-a-Nova
Concelho (s) atual (is) Idanha-a-Nova
Freguesia (s) atual (is) Zebreira e Segura
História
Extinção 2013
Características geográficas
Área total [1] 103,56 km²
População total (2011) [2] 873 hab.
Densidade 8,4 hab./km²
Outras informações
Orago Nossa Senhora da Conceição

Zebreira é uma povoação portuguesa do concelho de Idanha-a-Nova, na província da Beira Baixa, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região da Beira Interior Sul, com 103,56 km² de área e 873 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 8,4 hab/km².

Foi vila e sede de concelho até 1834[3][4], data em que foi integrada no município de Salvaterra do Extremo. Tinha apenas uma freguesia e, em 1801, 771 habitantes. Em 1855 com a extinção do concelho de Salvaterra do Extremo a Zebreira foi integrada no concelho de Idanha-a-Nova.

Em 1924 foi de novo elevada à categoria de vila. [5]

HistóriaEditar

Foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Segura, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Zebreira e Segura da qual é a sede.[6]

Sobre a origem do termo Zebreira, as opiniões dividem-se. Uns autores defendem que deriva da palavra "Zebros" (que significa boi ou novilho), outros consideram que é de origem egípcia, o qual quererá dizer "Santo Monte". O Zebro é um burro selvagem e não um boi ou novilho. O Zebro extinguiu-se na Península Ibérica, a partir do século XVI. Era dotado de uma corrida célere e a dureza da sua pele fez com que a mesma fosse utilizada, durante a Idade Média, na produção de calçado. Isto associado à apreciação da sua carne e também à invasão que o mesmo fazia nas hortas, anteriormente campos de pastagem, conduziu à sua extinção.

À semelhança de outras freguesias, no século XII foi repovoada pela Ordem dos Templários.

Os terrenos da Zebreira são bastante férteis e predominam o cultivo das oliveiras, árvores de fruto e cereais.

Dentro da povoação não deixe de admirar a Igreja Matriz (do século XVIII), as capelas (especialmente o altar da capela do Espírito Santo), o pelourinho de 1686 (cujas faces têm leões, esfera armilar, uma flor e dois braços com um cutelo) e a casa da Câmara com a torre sineira.

Perto do posto da Guarda Nacional Republicana, fica a escola primária com uma bonita fachada de azulejos.

 
Localização no Concelho de Idanha-a-Nova

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Zebreira [7]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 475 1 508 1 954 2 174 2 819 2 725 3 265 3 427 3 726 2 472 1 793 1 352 1 160 1 063 873
Por decreto lei nº 38.192, de 05/03/1951, foram desanexados lugares desta freguesia para constituir a de Toulões (Fonte: INE)

PatrimónioEditar

  • Pelourinho de Zebreira[3]
  • Ermidas do Espírito Santo, de S. Sebastião, de Nossa Senhora da Piedade e de S. Pedro
  • Calvário
  • Antiga Casa da Câmara
  • Castelo de Zebreira
  • Vestígios romanos do Vale da Loja
  • Necrópole da Granja
  • Dólmen de Corgas 1 e 2
  • Mamoa de Zebros

ColectividadesEditar

  • Tuna da Zebreira
  • Grupo Desportivo e Cultural Zebreirense
  • Clube Recreativo de Caça e Pesca “Zebras”
  • Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Idanha-a-Nova, Secção da Zebreira
  • Adraces – Polo Campina
  • Grupo de Cabeçudos de Zebreira
  • Grupo Saca Sons – Grupo de Cantares Tradicionais de Zebreira
  • Liga dos Amigos da Zebreira

Referências

  1. Instituto Geográfico Português. «Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2012.1». descarrega ficheiro zip/Excel 
  2. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 28 de Fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  3. a b «Pelourinho de Zebreira». IGESPAR. Consultado em 3 de Abril de 2014 
  4. «Zebreira». Câmara Municipal de Idanha-a-Nova. Consultado em 3 de Abril de 2014 
  5. Lei n.º 1715 Diário do Govêrno n.º 288/1924, Série I de 1924-12-29
  6. «Lei n.º 11-A/2013 (Reorganização administrativa do território das freguesias)» (PDF). Diário da República 1.ª Série, n.º 19, de 28 de janeiro. Consultado em 2 de fevereiro de 2013.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.