Abrir menu principal
Zengidas
Seljuqs Eagle.svg
Arms of the House of Courtenay (undifferencied arms).svg
1127 — 1222 
Il-Khanate Flag.svg
Flag of Ayyubid Dynasty.svg
Possession of Zengi (1146)-pt.svg
Domínios zengidas em 1146
Região Oriente Médio
Capital
Países atuais

Línguas oficiais
Religião Islamismo
Moeda

Emir/Atabegue
• 1127-1146  Zengi (primeiro)
• 1219-1222  Naceradim Mamude (último)

Período histórico Idade Média
• 1127  Ascensão de Zengi
• 1222  Deposição de Naceradim Mamude

Zengidas ou zangidas foram uma dinastia muçulmana oguz,[1] que dominou partes da Síria e Mesopotâmia Superior em nome do Império Seljúcida.[2] Foi fundada por Zengi (r. 1127–1146) em 1127 e existiu na região até 1222. Com a morte de Zengi, seus filhos cindem seu Estado, com a Síria indo a Noradine (r. 1146–1174) e a Mesopotâmia a Ceifadim Gazi (r. 1146–1149). O ramo sírio de Noradine conduziu política expansionista que terminou na conquista de Damasco (1154), a subjugação do Egito (1168) e a contenção dos cruzados. Em 1181, os ramos sírio e mesopotâmico foram reunidos e então absorvidos pelo Império Aiúbida do sultão Saladino (r. 1174–1193). Os zengidas mantiveram Moçul e repeliram Saladino em 1182 e 1185, mas foram forçados a reconhecer sua domínio. Naceradim Mamude (r. 1219–1222) foi deposto pelo regente Badradim Lulu (r. 1222–1259) em 1222, ponto fim à dinastia. Outro ramo dos zengidas se estabeleceu em 1170 em Sinjar, a oeste de Moçul, e governou ali por cerca de 50 anos.[3]

Referências

BibliografiaEditar

  • Bosworth, C. E. (1996). The New Islamic Dynasties. Nova Iorque: Imprensa da Universidade de Colúmbia 
  • Sowell, Kirk H. (2002). The Arab world: An Illustrated History. Nova Iorque: Livros Hippocrene