Zenilton

José Nilton Veras, mais conhecido pelo apelido Zenilton, é um cantor e sanfoneiro pernambucano que ganhou fama pelo teor humorístico de suas letras. Zenilton foi creditado pelos integrantes da banda de rock Raimundos como uma das suas influências.[1]

Zenilton
Informação geral
Nome completo José Nilton Veras
Nascimento 14 de fevereiro de 1939 (82 anos)
Origem Afogados da Ingazeira
País Brasil Brasil
Gênero(s) baião, xote, toada, marcha
Instrumento(s) acordeão
Período em atividade 1960 – atualmente

BiografiaEditar

Zenilton nasceu José Nilton Veras em 14 de fevereiro de 1939 na cidade de Afogados da Ingazeira, Pernambuco. Porém, foi criado na cidade de Salgueiro (Pernambuco). Ainda criança começou a gostar de música e, aos 14 anos, começou a aprender a tocar acordeão, almejando um futuro como músico profissional. Seu pai, que era dentista do Exército, foi contra, por achar que a carreira de músico não levaria a nada.[2] Seu primeiro álbum, Fofocando, foi gravado em 1967 pela gravadora Chantecler, e já trazia letras bem humoradas.[3]

Durante a época do regime militar, Zenilton passou a usar trocadilhos em suas letras para escapar da censura que existia à produção artística da época.[4]

DiscografiaEditar

  • 1970 - Forró Pra Frente
  • 1975 - Mulata Danada
  • 1976 - Parece Mas Não É
  • 1978 - Zenilton
  • 1979 - Não Vá Atrás de Conversa
  • 1980 - Meu Casamento
  • 1981 - Cachimbo da Mulher
  • 1982 - O GriLo Dela
  • 1983 - O Danado Dela
  • 1984 - Rola Fogo-Pagô
  • 1985 - Forró Meio a Meio
  • 1986 - Comilho Cru
  • 1987 - Eu Vou Botar o Saco Pra Dentro
  • 1988 - Educa o Branco, Educa o Preto
  • 1989 - Quando Eu Ia Ela Voltava, Quando Ela Voltava Eu Ia
  • 1989 - Eu Vou Pedir o Quati
  • 2007 - Acabou-se Tudo
  • 2008 - Zenilton - Arquivo de Sucessos
  • 2008 - Zenilton e Seus Sucessos

Referências

  Este artigo sobre um cantor é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.