Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaZorrilho
Zorrilho em Panguipulli, no Chile
Zorrilho em Panguipulli, no Chile
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Mephitidae
Género: Conepatus
Espécie: C. chinga
Nome binomial
Conepatus chinga
Molina, 1782

O Zorrilho (Conepatus chinga) é um pequeno mamífero carnívoro da família dos Mephitidae e do mesmo gênero que a Jaritataca (Conepatus semistriatus) que habita a América do Sul, estendendo-se do oeste do Peru ao leste da Argentina, passando pelo sul do Brasil.
É solitário e apresenta hábitos noturnos. Se alimenta principalmente de artrópodes, pequenos vertebrados e frutos. É capaz de produzir, armazenar e expelir de glândulas perianais, uma substância extremamente fétida com efeitos tóxicos quando em alta concentração.     

Índice

Histórico TaxonômicoEditar

O Zorrilho fazia parte da subfamília Mephitinae, dentro do grupo maior dos Mustelidae. Porém, essa subfamília passou a ser reconhecida como a família Mephitidae no ano de 1997, depois de análises moleculares. Sendo assim, divido da seguinte forma atualmente:

  • Família Mephitidae
    Gênero: Conepatus
    Conepatus chinga
    Conepatus humboldtii
    Conepatus leuconotus
    Conepatus semistriatus
    Gênero: Mephitis
    Mephitis macroura
    Mephitis mephitis
    Gênero: Spilogale
    Spilogale angustifrons
    Spilogale gracilis
    Spilogale putorius
    Spilogale pygmaea

Distribuição GeográficaEditar

Habita os estados do sul do Brasil (Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina), Uruguai, Argentina, Paraguai, Bolívia, Chile e Peru.    

Descrição MorfológicaEditar

O Zorrilho é um pequeno mamífero terrestre, com cerca de 50 a 60 cm de comprimento total e peso entre 1,5 e 2,5 quilogramas. Sua pelagem vai do preto ao marrom escuro com duas listras brancas que vão desde o topo da cabeça à base da cauda, passando pela região superior de seu corpo atarracado e compacto. Essas listras podem ser muito destacadas como também podem se encontrar ausentes.
Sua cauda é larga e espessa, com pelos longos que trazem um aspecto volumoso para a cauda. A coloração da cauda costuma seguir a mesma cor do animal mas também pode apresentar grande quantidade de pelos brancos.
Um dos aspectos mais conhecidos da biologia do zorrilho é seu odor característico, oriundo da secreção de glândulas perianais bem desenvolvidas. Essas glândulas produzem, armazenam e expelem uma substância extremamente fétida, com efeitos tóxicos, em altas concentrações.

Ecologia e ComportamentoEditar

É um onívoro com hábitos noturnos, tendo sua maior atividade entre as 20:00 e 03:00h. Ocupam principalmente áreas abertas de campos e pampas, e se abrigam majoritariamente em buracos no solo, mas uma parcela significativa de indivíduos se abriga em meio à vegetação. Quando se sentem ameaçados ou são agredidos, podem esguichar a substância fétida, produzida pelas glândulas perianais, por até 2 metros de distância.

São animais solitários, com área de vida das fêmeas de aproximadamente 1,65 ± 1,17 Km2 e a dos machos é 2,5 vezes maior que a das fêmeas. Sua densidade populacional é de 1,4 a 3,8 indivíduos por Km2, em média.

DietaEditar

Se baseia principalmente no consumo de insetos (larvas e adultos) mas também pode se alimentar de pequenos mamíferos e anfíbios. Pode ser considerado um predador oportunista que usufrui de recursos em abundância, embora forrageie boa parte do tempo.

ConservaçãoEditar

Apesar de estar constado como não ameaçado na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN, foi apurado que a população desta espécie está em declínio. Esse fato se deve principalmente à caça para o comércio de peles e à degradação dos campos que a espécie habita, além disso, há o impacto dos atropelamentos que auxiliam nesse declínio da população.


O Wikispecies tem informações sobre: Zorrilho

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.