Abrir menu principal

África Oriental Alemã

Bandeira da África Oriental Alemã.
As possessões colonias do Império Alemão (acima, em cinza escuro) na África. Em verde, a África Oriental Alemã e em cinza claro as outras posses alemãs.
   |- style="font-size: 85%;"
       |Erro::  valor não especificado para "nome_comum"
   |- style="font-size: 85%;"
       | Erro::  valor não especificado para "continente"


África Oriental Alemã
África Oriental Alemã
Duração?

Bandeira de {{{nome_comum}}}

Bandeira

Lema nacional
Gott Mit Uns (Deus por Nós)

Heil Kaiser Dir (Viva o Kaiser)

Hino nacional
Heil dir im Siegerkranz


Localização de {{{nome_comum}}}
Capital Não especificada
Outros idiomas Suaíli, Kirundi, Iraqw, Kinyarwanda, Maa e línguas Chagas.
Governo Monarquia Constitucional
 • (1888-1919) Guilherme II
População
 •  est. 7,700,000 

A África Oriental Alemã (em alemão Deutsch-Ostafrika) foi uma colônia alemã no leste do continente africano que incluía os territórios posteriormente conhecidos como Tanganica (a porção continental do que é hoje a Tanzânia), Burundi e Ruanda. Criada durante os anos 1880 e dissolvida durante a Primeira Guerra Mundial, quando aquela região foi tomada por forças britânicas, a colônia cobria uma área de 994.996 km².

Em 3 de março de 1885, o governo alemão anunciou que havia concedido uma carta imperial (assinado por Bismarck em 27 de fevereiro) a empresa de Carl Peters que pretendia estabelecer um protetorado na África Oriental.[1]

Referências

  1. «HISTÓRIA GERAL DA ÁFRICA • VII - África sob dominação colonial,1880-1935» (PDF) (em Portugues). UNESCO. 2010. Consultado em 1 de agosto de 2013 

Ver tambémEditar