Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2016). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A fortificação do vinho da madeira só pode ser efectuado pela adição de álcool vínico com um mínimo de 96% em volume. Isto significa que outros álcoois com origem na cana sacarina, beterraba ou outros não são autorizados. Também a aguardente vínica (em geral com uma graduação alcoólica de 77 a 85), não é autorizada. O álcool vínico, por ser mais neutro é o recomendável e o único que está autorizado.

O álcool vinico, é usado na fabricação de alguns perfumes pelo mundo por ter em sua estrutura molecular a neutralidade que outros alcoóis não possuem, no Brasil um desses perfumes é o Malbec que o usa em sua formula, consistindo em deixá-lo envelhecendo em barris de carvalho (maceração), muito usado na França, para adquirir a consistência de um cheiro amadeirado além do acréscimo de notas de ameixa, o que o deixa com um toque amadeirado marcante e ao mesmo tempo frutal.

Ícone de esboço Este artigo sobre Vinhos é um esboço relacionado ao Projeto Vinhos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.