Álvaro VII do Congo

Álvaro VII (1631 - 1666) foi manicongo (rei) do Reino do Congo, de 1665 a 1666.

Álvaro VII
Manicongo em São Salvador
Rei de São Salvador
Reinado Dezembro de 1665 - Junho de 1666
Antecessor(a) Afonso II
Sucessor(a) Álvaro VIII
 
Nome completo Ampanzu-a-Mabondo
Nascimento 1631
Morte Junho de 1666

BiografiaEditar

Quando foi divulgada a morte de António I, na Batalha de Ambuíla (29 de Outubro de 1665), um parente do soberano morto, Álvaro, fez-se eleger rei, com o nome de Álvaro VII, depondo Afonso II, que havia sido entronizado pela Casa de Quimpanzo [nota 1].

Instalado no poder, o novo rei enviou a Luanda (Angola) um Capuchinho de confiança, Fr. Girolamo da Montesarchio, para fazer as pazes com os portugueses (Natal de 1665). Mas o religioso foi retido por uma rebelião em Umbamba, tendo de regressar à capital, em Junho de 1666, onde encontrou Álvaro VII morto, isso porque, entretanto, o poderoso Conde de Soio, Paulo da Silva, marchara sobre S. Salvador, matara o Rei e proclamara Álvaro VIII em seu lugar.

Notas

  1. O rei deposto refugiou-se nas montanhas de Ancondo, onde liderou um grupo rebelde, até sua morte.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Afonso II
Reis do Congo
16651666
Sucedido por
Álvaro VIII