Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ódio (filme)
Ódio (filme) (BRA)
 Brasil
1977 •  
Idioma Não disponível

Ódio é um filme brasileiro realizado em 1977, escrito e dirigido por Carlo Mossy (que também atua como protagonista).

SinopseEditar

O advogado Roberto Barcelos (Mossy) é um idealista de esquerda que defende a tese de que os criminosos são vítimas da sociedade e merecem ser defendidos do Direito Penal, "arma dos poderosos" contra os fracos e oprimidos da sociedade. Porém, tudo muda quando ele vai visitar sua família no Rio de Janeiro; certa noite, a casa da família é atacada por quatro ex-empregados da fazenda onde moram, que praticam tortura, estupro e massacram os moradores. Após ser violentamente espancado e baleado, Roberto é o único sobrevivente do massacre, e passa um longo período de convalescença. Ao se recuperar, descobre que o advogado da família pouco pode fazer para ajudá-lo a prender os criminosos. Roberto, então, resolve mudar radicalmente suas crenças e ideais,[1] saindo em busca de vingança contra os marginais, os quais tomaram rumos diferentes na vida para fugir do que fizeram. Acolhido por Toninho, um jovem da baixada popular, o advogado põe em prática sua sanguinária caçada por justiça.[2]

ElencoEditar

Referências

  1. Cineplayers, Ódio (1977), consultado em 6 de agosto de 2018 
  2. «Ódio (1977)». História do Cinema Brasileiro. 5 de janeiro de 2011 
  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.