Abrir menu principal
Órgão tendinoso de Golgi
Gray938.png
Órgão tendinoso de Golgi do tendão calcâneo humano.
Gray assunto #233 1061

O órgão tendinoso de Golgi ou corpúsculo tendinoso de Golgi é um receptor sensorial proprioceptivo que está localizado nas inserções das fibras musculares com os tendões dos músculos esqueléticos. É uma estrutura encapsulada localizada na junção músculo-tendinosa, onde as fibras de colagénio do tendão se juntam às extremidades das fibras musculares extrafusais. É inervado por uma única fibra aferente do grupo Ib (diâmetro grande e conduta rápida). O estiramento das fibras de colagénio também estira o órgão tendinoso. Isto comprime e alonga as terminações nervosas, provocando a sua despolarização. Os órgãos tendinosos são muito sensíveis a alterações na tensão do músculo, ao contrário dos fusos musculares que são mais sensíveis a alterações do comprimento muscular. Quando o músculo contrai, como resultado da estimulação do motoneurónio α, a frequência de despolarização dos órgãos tendinosos aumenta de uma forma marcada, enquanto a dos fusos musculares diminui ou mesmo desaparece.[1]

Este mecanorreceptor está disposto em série com o músculo. A contração muscular é o estímulo que mais gera ativação elétrica desta estrutura.

O órgão tendinoso de Golgi não deve ser confundido com o complexo de Golgi, que é uma organela da célula eucariótica.

Índice

Tipos de fibras sensoriaisEditar

O órgão tendinoso de Golgi envia seus sinais sensoriais a outras áreas do sistema nervoso, pelas fibras aferentes Ib. Além das fibras do grupo Ib, há outras fibras sensoriais presentes no corpo humano. O quadro abaixo mostra algumas características das fibras sensoriais:[2][3]

Tipo Axônio Receptor Resposta
Tipo Ia 12 a 20 μm mielinizado Terminação primária do fuso Comprimento muscular e velocidade de variação do comprimento, com rápida adaptação
Tipo Ib 12 a 20 μm mielinizado Órgão tendinoso de Golgi Tensão muscular
Tipo II 6 a 12 μm mielinizado Terminação secundária do fuso Comprimento muscular (baixa sensibilidade à velocidade), disparando quando o músculo está estático
Tipo II 6 a 12 μm mielinizado Terminações fora do fuso muscular Pressão profunda
Tipo III 2 a 6 μm mielinizado Terminações nervosas livres Dor, estímulos químicos e temperatura
Tipo IV 0,5 a 2 μm não mielinizado Terminações nervosas livres Dor, estímulos químicos e temperatura

Veja tambémEditar

Ligação externaEditar

Referências

  1. “Receptores sensoriais”, no site da Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto, Portugal Arquivado em 15 de abril de 2010, no Wayback Machine. acessado a 4 de agosto de 2009
  2. Kandel, Eric. Princípios de Neurociências. [S.l.]: McGraw Hill Education 
  3. Michael-Titus, Adina T (2007). Nervous System: Systems of the Body Series. [S.l.]: Churchill Livingstone. ISBN 9780443071799 
  Este artigo sobre Fisiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.