Abrir menu principal

Athlétic Club Arles-Avignon

(Redirecionado de AC Arles-Avignon)

O Athlétic Club Arles-Avignon é um clube de futebol francês, sediado em Avignon. Fundado em 1913 em Arles, mudou-se para a sua cidade atual para a disputa da Ligue 2 de 2009-10. Jogou a Ligue 1 de 2010-11, e sob problemas financeiros, jogará a DHR (equivalente à sétima divisão francesa).

Arles-Avignon
AC Arles-Avignon.png
Nome Athlétic Club Arles-Avignon
Alcunhas Leões
Fundação 18 de fevereiro de 1913 (106 anos)
Estádio Parc des Sports
Capacidade 17.528
Localização Avignon,  França
Presidente França Mickaël Del Moral
Treinador Brasil Carlos Ortega
Patrocinador França Cesp Énergie Solaire
Material (d)esportivo Alemanha Uhlsport
Competição Divison D'Honneur Regionale
Website Site oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

HistóriaEditar

Fundado em 18 de fevereiro de 1913 com o nome de Athlétic Club Arlésien, originou-se da fusão de três outros clubes locais: La Pédale Joyeuse, Arles Auto-Vélo eArles Sports. Nas suas cinco primeiras décadas foram amadoras, tendo o clube apenas disputado o antigo CFA (terceira divisão nacional até então) em alguns anos. Em 1970, conseguiu o inédito acesso à Segunda Divisão, permanecendo por quatro anos, sendo rebaixado e passando mais trinta anos nas divisões inferiores do país.

Na temporada 2006-07, porém, começou sua ascensão nacional, conseguindo três acessos em quatro anos e garantindo a histórica vaga à Ligue 1 de 2010-11. Para a disputa, investiu na experiência de Angelos Charisteas e Angelos Basinas, campeões da Eurocopa de 2004 com a Grécia, além de contratar o espanhol Álvaro Mejía (ex-Real Madrid) e Kamel Fathi Ghilas, com passagens pelo futebol português. Porém, a campanha do clube foi a pior das 5 principais ligas europeias: em 38 partidas, foram apenas 20 pontos obtidos (3 vitórias, 11 empates e 24 derrotas), 21 gols (pior ataque) a favor e 70 sofridos (pior defesa). Sofreu também a maior goleada (5 a 0 para o Lyon), e foi também o time que levou mais cartões vermelhos - 8, empatado com o mesmo Lyon.

Na Ligue 2 de 2014-15, o Arles-Avignon foi rebaixado para a terceira divisão. A justiça determinou a queda judiciária no 10 de julho, a CFA (quarta divisão), mas no dia 16 de outubro de 2015, no meio da temporada, a FFF determinou um outro rebaixamento judiciário, dessa vez para a DHR (sétima divisão).[1] Ambas as quedas foram causadas, por problemas financeiros e de gestão. Desde então, joga na primeira divisão da Liga de Futebol do Mediterrâneo, que corresponde ao sexto nível do futebol francês.

TorcidaEditar

O Arles-Avignon também é muito famoso pelo fanatismo de seus torcedores. Entre os diversos grupos organizados, destaca-se o "Les Brioches", comandado pelo ativista antiglobalização José Bové. Além disso, é comum ver os fãs entoarem a canção O Taxista, do cantor brasileiro Roberto Carlos, durante as partidas.

Ligações externasEditar

   Este artigo sobre clubes de futebol franceses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  1. «Arles-Avignon rétrogradé en CFA». ledauphine.com (em francês). 10 de julho de 2015. Consultado em 3 de agosto de 2015