Abrir menu principal
A Nova Califórnia
Autor(es) Brasil Lima Barreto
Idioma Português
País  Brasil
Gênero Conto
Lançamento publicado em 1915 (escrito em 1910)
Páginas 94 (variável)

A Nova Califórnia é um conto humorístico de Lima Barreto, escrito em 1910.

Índice

SinopseEditar

A história se passa numa cidade fictícia, a pequena Tubiacanga, no interior do Rio de Janeiro. Um forasteiro, Raimundo Flamel, chega ao local com a fama de químico conhecido internacionalmente. Flamel afirma ter descoberto um processo para transformar ossos em ouro. Depois de o forasteiro desaparecer misteriosamente, a população começa a saquear o cemitério local, esperando enriquecer com a suposta fórmula de transmutação. Esgotados os ossos dos mortos, os habitantes de Tubiacanga começam a se matar uns aos outros[1].

PublicaçãoEditar

A Nova Califórnia foi escrito em 10 de novembro de 1910[2]. Contudo, só foi publicado em 1915, como apêndice do romance Triste Fim de Policarpo Quaresma, juntamente com O Homem que Sabia Javanês, Um e Outro, Um Especialista, O Filho da Gabriela, Miss Edith e seu Tio e Como o "Homem" Chegou[3].

AdaptaçõesEditar

O filme Osso, Amor e Papagaios, de Carlos Alberto de Souza Barros e César Memolo Jr (1957) adapta o conto para o cinema[4].

A trama de A Nova Califórnia foi também a principal inspiração para a novela Fera Ferida, que se utilizou também de elementos e personagens de outras obras de Lima Barreto, como O Homem que Sabia Javanês, Clara dos Anjos e Numa e a Ninfa[5].

Foi adaptado também para os videogames, pela produtora brasileira Game e Arte, lançado em Novembro de 2017.[6]

Referências

Ligações externasEditar