Abrir menu principal

A Paixão de Jacobina

filme de 2002 dirigido por Fábio Barreto
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A Paixão de Jacobina
 Brasil
2002 •  cor •  103 min 
Direção Fábio Barreto
Roteiro Leopoldo Serran
Elenco Letícia Spiller
Thiago Lacerda
Alexandre Paternost
Antonio Calloni
Caco Ciocler
Género drama
Lançamento 27 de setembro de 2002[1]
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

A paixão de Jacobina é um filme brasileiro de 2002, do gênero drama, dirigido por Fábio Barreto e com roteiro baseado no romance Videiras de Cristal, de Luiz Antônio de Assis Brasil, que relata a história de Jacobina Mentz, líder religiosa que esteve à frente da Revolta dos Muckers, ocorrida no Rio Grande do Sul na segunda metade do século XIX. Decididamente o Milieu du langage foi o então emergente dialeto alemão-riograndense Riograndenser Hunsrückisch, que funcionou como língua franca regional.[2]

O desejo inicial do diretor Fábio Barreto era que a modelo Gisele Bündchen interpretasse a protagonista do filme.[3]

Índice

SinopseEditar

Nos anos 1870, no sul do Brasil, uma imigrante alemã que tem visões e recebe mensagens que acredita serem de Jesus Cristo, comanda uma seita messiânica e realiza a cura de doenças. Porém, preocupados com a força que ela e a seita conquistam a cada dia, os líderes da região buscam maneiras de anular a influência dela sobre a população local.

ElencoEditar


Referências

  1. «'A Paixão de Jacobina' chega aos cinemas». Diário do Grande ABC. 26 de setembro de 2002. Consultado em 29 de abril de 2015 
  2. Altenhofen, Cléo Vilson: Hunsrückisch in Rio Grande do Sul - Ein Beitrag zur beschreibung einer deutschbrasilianischen Dialektvarietät im Kontakt mit dem Portugiesischen. Franz Steiner Verlag, Stuttgart (1996).
  3. http://www.cineclick.com.br/falando-em-filmes/noticias/gisele-bundchen-ignora-hollywood
  4. a b Natany Borges (20 de Janeiro de 2018). «Os roteiros turísticos da zona rural de Venâncio Aires». Gazeta do Sul. Cópia arquivada em 20 de Janeiro de 2018 

Ligações externasEditar