Aeródino

Aeródino
Avião
Santos-Dumont 14-bis
Descrição

Aeródino[nota 1] é a designação genérica das aeronaves mais pesadas que o ar, dotadas ou não de meios próprios de propulsão,[2] cuja sustentação principal é obtida a partir de reações aerodinâmicas.[3] O estudo, o desenvolvimento e a exploração (utilização) dos aeródinos situam-se dentro de um ramo da aeronáutica denominado aviação.

Tipos de aeródinosEditar

Existem vários tipos de aeródinos. Eles se diferem essencialmente em função de 4 aspectos:

  1. O modo como as reações aerodinâmicas ocorrem para prover sustentação.
  2. O tipo e modo de funcionamento das asas (quando elas existem).
  3. O modo de propulsão.
  4. A atitude de voo (modo como o aeródino pousa, decola e desloca-se através do ar).

Exemplos de aeródinosEditar

Notas

  1. O vocábulo recebe acento agudo.[1][2]

Referências

  1. Academia Brasileira de Letras. «Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa». Consultado em 18 de março de 2014 
  2. a b PORTUGAL. Conselho Nacional do Ar (25 de outubro de 1930). «Decreto-Lei nº 20.062» (PDF). Aprova o Regulamento de Navegação Aérea. Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC). Consultado em 18 de março de 2014. Arquivado do original (PDF) em 18 de março de 2014 
  3. «SP-367, Appendix A: Introduction to the Aerodynamics of Flight» (em inglês). National Aeronautics and Space Administration (NASA). Consultado em 18 de março de 2014 

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre aviação é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.