Aeródromo Municipal de Cascais

aeródromo português

O Aeródromo Municipal de Cascais (Código ICAO: LPCS)[1], (Código IATA: LCT/(CAT))[2] também conhecido como Aeroporto de Cascais, Aeródromo de Tires, Aeródromo Conde de Monte Real é um aeródromo português situado em Tires, na freguesia de São Domingos de Rana, concelho de Cascais. A sua pista é em asfalto, com 1700m x 30m, a 17/35, e situa-se a uma altitude de 99 m (326 ft).[3] Serve Cascais/Estoril/Oeiras/Grande Lisboa.

Aeródromo Municipal de Cascais
IATA: LCT - ICAO: LPCS
Características
Tipo Público
Administração Cascais Dinâmica – Gestão da Economia Turismo e Empreendedorismo, E.M., S.A.
Serve Cascais, Estoril, Oeiras, Grande Lisboa
País Portugal Portugal
Localização Tires
Inauguração 11 de Outubro de 1964
Coordenadas 38° 43' 32" N 9° 21' 19" O
Altitude 99,4 m (326 ft)
Website oficial Página oficial
Pistas
Cabeceira(s)
Comprimento
Superfície
17/35
1 400  m (4 593 ft)

Ver também: Lista de aeroportos de Portugal

A pista possui ainda sinalização luminosa, luzes de aproximação e sistema Apapis.[3] Tem também uma Aerogare, com capacidade para 300 passageiros/hora, que está preparada para receber tráfego internacional.[4]

Esta infra-estrutura possui ainda, Serviços de Controlo de Tráfego Aéreo, Movimento e Operações Aeroportuárias, Segurança, Despacho, Meteorologia, Socorros e Incêndios, Placa, Abastecimento de Combustível, Assistência e Manutenção de Aeronaves.

No Aeródromo de Tires encontram-se duas dezenas de empresas com mais de 500 trabalhadores, onde funcionam algumas das escolas de aviação do país, como a GAir Training Centre, a Leávia ou a OMNI.[5]

HistóriaEditar

O aeródromo foi inaugurado no dia 11 de Outubro de 1964 (com a denominação Aeródromo Municipal de Cascais - Campo de Turismo Conde Monte Real), tendo sido construído nos terrenos do antigo Casal de Tires.[carece de fontes?] Ao longo dos anos tem sofrido obras de beneficiação e algumas ampliações. O campo está implantado sobre uma bancada de rocha, de onde foram extraídos blocos com dimensões superiores a 1 m3. Têm sido construídos vários hangares e outras instalações de apoio, sendo hoje propriedade do município.

A ampliação das suas pistas deu origem a que o aeródromo pudesse passar a ser frequentado e utilizado por aviões de maior porte, tendo já a categoria internacional. Recentemente as pistas começaram a ser aumentadas no intuito de fomentar o turismo, permitindo a utilização de voos charters e podendo servir mesmo de alternativa ao Aeroporto de Lisboa, em certos casos pontuais. A pista inicial tinha 600 metros, passando depois para 1000 metros e os hangares tinham capacidade para 8 aviões.[carece de fontes?]

O projecto foi da autoria do Arquitecto Mário de Meneses.[carece de fontes?]

O primeiro avião a aterrar no aeródromo de Tires foi o Auster D4 com matricula CS-AMN (diário N° 7 , serviço N°53), pilotado por Nuno Ryberg Mousinho Figueiredo, piloto civil.

O primeiro avião a levantar voo do aeródromo de Tires foi pilotado por Jorge Vargas, piloto civil.[6]

LocalizaçãoEditar

 
Planta da Localização
Coordenadas
Tabela 2 - Coordenadas
LAT N* 38º 43' 32"
LNG W* 09º 21' 19"
Localização

Localizado em Tires, na av. Amália Rodrigues, o aeródromo situa-se na zona turística da Costa do Estoril, mais propriamente na freguesia de São Domingos de Rana, concelho de Cascais.[7]

CaracterísticasEditar

Frequências e ajudas rádio à navegaçãoEditar

O aeródromo dispõe de duas rádio-ajudas à navegação, um NDB tipo locator e um TVOR/DME.[8]

PistaEditar

O Aeródromo dispõe de uma pista de 1.400 metros de comprimento por 30 metros de largura, em betão asfáltico (PCN20) que se encontra a 326 pés de altitude. A pista está preparada para receber tráfego até 40 toneladas e dispõe ainda sinalização luminosa, luzes de aproximação e sistema Apapis.[3]

HeliportoEditar

 
Heliporto

O aeródromo dispõe também de um heliporto, onde está disponível 24 horas por dia um helicóptero do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica).[5]

OperadoresEditar

 
Aproximação à pista 35
  • Aerobática
  • Aero Club de Portugal
  • Aeromec
  • Aerotécnica (Sevenair Tech Services)
  • Aero Vip (Sevenair)
  • Airjetsul Aviation
  • Air Nimbus Turismo Aéreo
  • Aportar
  • Aviometa
  • AWA - Aeronautical Web Academy
  • CEGISA
  • CENFORTEC (Sevenair Academy)
  • EAA - Escola de aviação aerocondor
  • ERFOTO
  • Hangar 5
  • HBAviação lda.
  • Heliportugal
  • Helisuporte
  • HTA Helicopteros
  • IFA - International Flight Academy
  • Jetbase / Sky Valet
  • LEÁVIA - escola de aviação civil S.A (Sevenair Academy)
  • Low Level
  • Municipia S.A
  • Netjets
  • Omni - Aviação e Tecnologia
  • Omni Handling
  • Pelicano - Aviação ultraligeira
  • Pilot Wings Aviation Shop
  • PTS
  • SafePort Executive
  • SEVENAIR
  • SEVENAIR ACADEMY (ATO, Part 147)
  • SEVENAIR TECH SERVICES (Part 145, Part M, Part 21)
  • TAG Aviation
  • Valair
  • Vinair

Referências

  1. «Location Indicators by State» (PDF). ICAO. Consultado em 12 de novembro de 2010 
  2. «IATA - Codes - Airline and Airport Codes Search». www.iata.org. Consultado em 14 de junho de 2016 
  3. a b c «Pista». Aeródromo Municipal de Cascais. Consultado em 26 de setembro de 2015 
  4. «Aerogare». Aeródromo Municipal de Cascais. Consultado em 26 de setembro de 2015 
  5. a b Ribeiro, Mafalda (Abril de 2009). «Investimento de sete milhões de euros no Aeródromo de Tires». Correio de Cascais. Consultado em 12 de novembro de 2010 
  6. «Aeródromo Municipal». Junta de Freguesia de São Domingos de Rana. Consultado em 12 de novembro de 2010 [ligação inativa]
  7. «O Aeródromo». Aeródromo Municipal de Cascais. Consultado em 12 de novembro de 2010. Arquivado do original em 22 de agosto de 2010 
  8. «Radioajudas». Aeródromo Municipal de Cascais. Consultado em 26 de setembro de 2015 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Aeródromo Municipal de Cascais