Abrir menu principal

Wikipédia β

Cascais MHC (em grafia antiga, Cascaes) é uma vila portuguesa no Distrito de Lisboa, região de Lisboa e sub-região da Grande Lisboa, com cerca de 209 869 habitantes[1]. Cascais localiza-se na região popularmente chamada de Riviera Portuguesa.

Cascais
Brasão de Cascais Bandeira de Cascais
Baía de Cascais - Palacetes.jpg
A Baía e os Palacetes de Cascais (ao fundo o Monte Estoril)
Localização de Cascais
Gentílico Cascaense; Cascalense
Área 97,40 km²
População 209 869[1] hab. (2015)
Densidade populacional
N.º de freguesias 4
Presidente da
câmara municipal
Carlos Carreiras (PSD/CDS)
Fundação do município
(ou foral)
1364
Região (NUTS II) Lisboa
Sub-região (NUTS III) Grande Lisboa
Distrito Lisboa
Antiga província Estremadura
Orago Nossa Senhora da Assunção
Feriado municipal 13 de Junho (Santo António)
Código postal 2750 Cascais
Sítio oficial www.cm-cascais.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Índice

GeografiaEditar

É sede de um município com 97,40 km² de área[2] e 206 479 habitantes (2011),[3][4] subdividido em 4 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelo município de Sintra, a leste por Oeiras e a sul e a oeste pelo Oceano Atlântico, na famosa Costa do Estoril.

Cascais situa-se a cerca de 30 minutos de Lisboa, junto à orla marítima. É a quinta vila mais populosa de Portugal (depois de Algueirão - Mem Martins, Corroios, Rio de Mouro e de Oeiras). Cascais tem-se recusado a ser elevada à categoria de cidade, por motivos turísticos.

HistóriaEditar

Até meados do século XIX, devido aos maus acessos, costumava dizer-se que a "Cascais, uma vez e nunca mais".[carece de fontes?] Porém a vila de Cascais é, desde finais do século XIX, um dos destinos turísticos portugueses mais apreciados por nacionais e estrangeiros, uma vez que o visitante pode desfrutar de um clima ameno, das praias, das paisagens, da oferta hoteleira e gastronómica variada.

A 27 de Junho de 1964 o Concelho de Cascais foi feito Membro-Honorário da Ordem Militar de Cristo.[6]

PopulaçãoEditar

Número de habitantes [7]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
6 575 6 738 8 436 9 463 14 308 15 251 22 932 29 641 42 177 59 617 92 907 141 498 153 294 170 683 206 479

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário [8]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 2 965 4 878 4 706 6 426 8 046 9 920 14 469 24 310 34 763 28 106 25 801 32 655
15-24 Anos 1 845 2 626 3 229 4 894 5 888 8 108 9 726 14 125 21 351 24 478 22 689 21 727
25-64 Anos 4 574 6 513 7 046 10 069 14 987 21 721 31 647 47 660 73 371 82 993 96 436 115 383
= ou > 65 Anos 588 761 772 1 086 1 709 2 409 3 775 6 535 12 013 17 717 25 757 36 714
> Id. desconh 45 86 113 68 166

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

Factos e númerosEditar

  • N.º de nacionalidades residentes: 5
  • N.º empresas: 16.326
  • Linha férrea: Linha de Cascais
  • N.º de autocarros: 56
  • Extensão de ciclovia: 12.391,53 metros
  • Número total de dormidas em estabelecimentos hoteleiros (2011): 1.190.605
  • Parques e Jardins: 141
  • Total do Património Cultural Imóvel: 946
  • Parques de Campismo: 1
  • Aeródromo Municipal de Tires: 2
  • Marina: 1
  • Área do Parque Natural Cascais: 32,72 Km2
  • N.º de edifícios (2011): 43624
Fontes: INE e CMC Julho 2013

FreguesiasEditar

 
Freguesias do concelho de Cascais.

O concelho de Cascais está dividido em 4 freguesias:

PolíticaEditar

O concelho de Cascais é administrado por uma câmara municipal composta por 11 vereadores. Existe uma assembleia municipal, que é o órgão legislativo do município, constituída por 37 deputados (dos quais 33 eleitos diretamente).

O cargo de Presidente da Câmara Municipal é atualmente ocupado por Carlos Carreiras, eleito nas eleições autárquicas de 2013 pela coligação Viva Cascais (composta pelo Partido Social Democrata e pelo CDS - Partido Popular), tendo maioria absoluta de vereadores na câmara (6 - 5 do PSD e 1 do CDS-PP). Existem ainda três vereadores eleitos pelo PS, um eleito pela CDU e outro ainda pelo Movimento Independente "Ser Cascais". Na Assembleia Municipal o partido mais representado é novamente a coligação Viva Cascais (PSD/CDS-PP) com 16 deputados eleitos (dos quais 4 formam a bancada do CDS-PP) e 3 presidentes de Juntas de Freguesia (maioria absoluta), seguindo-se o PS (8; 1), a CDU (4; 0), o Movimento Independente "Ser Cascais" (3; 0) e o Bloco de Esquerda (2; 0). O Presidente da Assembleia Municipal é D. Jaime Roque de Pinho de Almeida, do CDS-PP.

Eleições de 2013
Órgão PSD/CDS PS PCP-PEV Ser Cascais B.E.
Câmara Municipal 6 3 1 1 0
Assembleia Municipal 19 9 4 3 2
dos quais: eleitos directamente 16 8 4 3 2

Cidades-irmãsEditar

Cidades-irmãs é uma iniciativa do Núcleo das Relações Internacionais, que busca a integração entre a cidade e demais municípios nacionais e estrangeiros. A integração entre os municípios é firmada por meio de convênios de cooperação, que têm o objetivo de assegurar a manutenção da paz entre os povos, baseada na fraternidade, felicidade, amizade e respeito recíproco entre as nações. Oficialmente, possui as seguintes cidades-irmãs:[9]

CulturaEditar

Património edificadoEditar

Situada junto à costa, muito do seu património monumental relaciona-se com a defesa e a navegação. Como tal, em termos de arquitectura destacam-se os muitos fortes, situadas entre a praia do Abano e São Julião da Barra (já em Oeiras) e que foram, até ao século XIX, de extrema importância para a defesa de Lisboa. Além destes, destacam-se as muitas ruínas romanas e visigóticas (vilas e necrópoles), igrejas e capelas, bem como casas senhoriais da antiga nobreza portuguesa que, a partir dos finais do século XIX, começou a utilizar esta costa como área de veraneio.

De entre vários, destacam-se os seguintes:

MuseusEditar

DesportoEditar

ClubesEditar

  • Grupo Dramático e Sportivo de Cascais
  • Grupo Desportivo Estoril Praia
  • G.D.R Fontainhas de Cascais
  • Clube Naval de Cascais
  • Grupo Recreativo de Mato-Cheirinhos
  • U.R.Desportiva de Tires
  • Grupo Musical e Desportivo 9 de abril Trajouce
  • Grupo Sportivo Carcavelos
  • Clube de Futebol de Sassoeiros
  • Grupo de Instrução Musical e Desportivo da Abóboda
  • Associação Torre
  • Malveira da Serra
  • Grupo de Solidariedade Musical e Desportiva de Talaíde (Futebol)

EscaladaEditar

Cascais tem vários pontos de Escalada Desportiva e Bouldering, sendo um dos pontos mais conhecidos junto ao Farol da Guia com uma vista privilegiada para o mar.

Blocos na Baía do MexilhoeiroEditar

A Baía do Mexilhoeiro é um local para a prática de Bouldering e conta com mais de 44 vias espalhadas por vários blocos.[11]

Arribas do Farol da GuiaEditar

As Arribas do Farol da Guia é um local de Escalada Desportiva que se destaca pela rocha Calcária e localização, a poucos metros do Oceano Atlântico. A grande maioria das vias montadas está virada para o mar e tem os seus pontos fixos no topo da arriba, acessível pelo caminho junto ao farol.[12] Este local conta com mais de 98 vias em 10 sectores cujo grau vai de 3 a 8a+ (segundo a cotação francesa). As vias montadas na Guia encontram-se todas indicadas com o nome da via e cotação proposta diretamente pintados na rocha.

Resumo dos sectores montados na Guia.
Nome do setor Número de Vias Grau Mínimo Grau Máximo
Ocidente 16 IV 6c
Tubo 7 IV 7b+
Escadas 11 III 7c+
Bloco Escadas 14 3 7c
Bloco 5 3 7a+
Alcatifa 12 4 6c
Farol 10 5+ 7a+
Corta Unhas 6 5 6b+
Cantinho dos Teimosos 13 5 8a+
Guia Nova 7 6a 7c

nota: atualizado em 26 de Janeiro de 2015.[12][13]

Espaços públicosEditar

Moradores FamososEditar

Referências

  1. a b «População residente: total e por grandes grupos etários». Pordata. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  2. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28 de novembro de 2013 
  3. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Alentejo (PDF). Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 95. ISBN 978-989-25-0182-6. ISSN 0872-6493. Consultado em 27 de julho de 2013 
  4. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_ALENTEJO". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Concelho de Cascais". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2 de setembro de 2015 
  7. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  8. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
  9. http://www.anmp.pt/anmp/pro/mun1/gem101l0.php?cod_ent=M2750
  10. «Campinas assina acordo de cidade-irmã com Cascais em Portugal]». Julho de 2012. Consultado em 9 de julho de 2012 
  11. «GUIA DE BLOCO DE SINTRA E CASCAIS». Boulder Sintra. 25 de Agosto de 2007. Consultado em 26 de Janeiro de 2015 
  12. a b «Farol da Guia». Grupo de Montanhismo e Escalada de Sintra. Consultado em 26 de Janeiro de 2015 
  13. «Guia, Cascais». 27Crags.com. Consultado em 26 de Janeiro de 2015 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar