Abrir menu principal

Afonso I d'Este

o Duque que foi Contra o Papa e o Ambicioso Príncipe Renascentista
Afonso I d'Este
Nascimento 21 de julho de 1476
Ferrara
Morte 31 de outubro de 1534 (58 anos)
Ferrara
Sepultamento Mosteiro de Corpus Domini
Progenitores Mãe:Leonor de Nápoles, Duquesa de Ferrara
Pai:Hércules I d'Este
Cônjuge Ana Sforza, Lucrécia Bórgia, Laura Dianti
Filho(s) Hércules II de Ferrara, Afonso d'Este, Marquês de Montecchio, Hipólito II d'Este, Leonora d'Este, Alessandro d'Este, Francesco d'Este, Isabella Maria d'Este
Irmão(s) Beatriz d'Este, Isabel d'Este, Ferrante d'Este, Giulio d'Este, Sigismundo d'Este, Ippolito d'Este
Ocupação condotiero
Prêmios Ordem de São Miguel
Título duque
Coat of arms of the House of Este (Ercole I).svg

Afonso I d'Este (Ferrara, 21 de julho de 1476 — Ferrara, 31 de outubro de 1534), foi duque de Ferrara, senhor de Rovigo e duque de Módena e Régio, de 1505 a 1520 e depois, de 1527 a 1534.[1]

BiografiaEditar

Ele foi o terceiro dos sete filhos de Hércules I d'Este (1431-1505), Duque de Módena e de Régio, Duque de Ferrara (1471), senhor de Rovigo, casado em 1473 com Leonor de Aragão (1450-1493), filha de Fernando I, Rei de Nápoles. Príncipe humanista mas cruel, Hércules I foi protector de poetas.[1]

Teve um primeiro casamento em 1491, ainda adolescente, com uma filha de Galleazzo I Sforza, Duque de Milão, Anna di Galeazzo Maria Sforza, morta onze anos mais tarde, da qual teve um filho, Alexandre, que morreria jovem.[1]

 
Testão de prata de Alfonso I d'Este

Em 1505, após a morte do pai, Afonso tomou seu lugar. Um ano mais tarde, reprimiu a conjura dos irmãos Ferrante e Giulio d'Este.[2]

Voltou a casar-se em 1506, com Lucrécia Bórgia (Roma, 1480 - Ferrara, 1519), filha do cardeal Rodrigo Bórgia (Papa Alexandre VI) e de Vannozza dei Cattanei.[2]

Lucrécia era mulher inteligente a quem, no verão de 1501, em suas ausências, o Papa confiara a administração da Santa Sé, mas não deixava de ser um instrumento da política familiar.

O casal reunia na sua corte, em Ferrara, artistas e letrados como Pietro Bembo e Ariosto, do qual Afonso foi protetor e a quem encarregou de missões de confiança em 1518).[3]

 
O castelo estense, Ferrara

DescendênciaEditar

Com Lucrécia, Afonso teve cinco filhos:

Da amante Laura Dianti, teve dois filhos:

 
Escudo de ouro de Afonso I d'Este

Enviuvando novamente, Afonso casou-se com Laura Dianti.

Em 1508, participou da Liga de Cambrai contra Veneza. Afonso foi privado das suas posses e excomungado pelo Papa Júlio II, em 1509, por ter-se recusado a aderir à paz acordada entre o Papado e Veneza, em 1510.

Combateu a Liga Santa, ao lado da França, participando decisivamente da Batalha de Ravena, em 11 de abril de 1512, apoderando-se da cidade. Na mesma ocasião morreu o comandante das tropas francesas Gastão de Foix, Duque de Nemours.[2]

Obteve a revogação da excomunhão mas não a reintegração de posse dos seus bens, o que só conseguiria em 1530, graças a Carlos V do Sacro Império Romano-Germânico, o qual, no ano seguinte, confirmou, com uma sentença imperial, a posse de Módena, Régio e Rubiera.

Referências

  1. a b c «Reconstructing the Duke's Private Gallery» (em inglês). webexhibits.org. Consultado em 12 de setembro de 2012 
  2. a b c Taylor, Frederick Lewis (1973). The Art of War in Italy, 1494-1529. Westport: Greenwood Press. ISBN 0-8371-5025-6.
  3. Castello Estense di Ferrara.
Precedido por
Hércules I d'Este
Duque de Ferrara
Duque de Módena e Régio

1505 - 1534
 
Sucedido por
Hércules II d'Este


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Imagens e media no Commons
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.