Abrir menu principal
Airbus A220 (Antigo Bombardier CSeries)
Avião
Descrição
Tipo / Missão Avião comercial
País de origem  Canadá
Fabricante Bombardier Aerospace

Airbus (Desde 1 de julho de 2018)

Período de produção 2012-Presente
Quantidade produzida A220-100 (8 unidades)

A220-300 (28 unidades)

Custo unitário A220-100: US$ 62 milhões
A220-300: US$ 71 milhões
Primeiro voo em 16 de setembro de 2013 (5 anos)
Tripulação A220-100: 2+5
A220-300: 3+5
Passageiros A220-100:
  • 1 classe densa - 125
  • 1 classe padrão - 110
  • 2 classes misturadas - 108
    A220-300:
  • 1 classe com extras - 160
  • 1 classe densa - 150
  • 1 classe padrão - 135
  • 2 classes misturadas - 130
Especificações (Modelo: A220-100)
Dimensões
Comprimento 35 m (115 ft)
Envergadura 35,1 m (115 ft)
Altura 11,5 m (37,7 ft)
Área das asas 112,3  (1 210 ft²)
Alongamento 11
Peso(s)
Peso vazio 33 300 kg (73 400 lb)
Peso carregado 58 967 kg (130 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 2x turbofans Pratt & Whitney PW1500G
Performance
Velocidade máxima 870 km/h (469 kn)
Velocidade máx. em Mach 0.7106 Ma
Alcance (MTOW) 5 463 km (3 390 mi)
Teto máximo 12 497 m (41 000 ft)
Notas
Dados da Wikipédia anglófona - CSeries

O Airbus A220, antigo Bombardier CSeries, é uma família de aviões bimotores desenvolvida Bombardier Aerospace.[1], e que teve parte majoritária adquirida posteriormente pela Airbus. São jatos regionais narrow-body, composto pelos modelos A220-100 (Antigo CS100) com capacidade 110 passageiros, e o A220-300 (Antigo CS300) com capacidade para 135 passageiros.[1] Ambos são equipados com motores Pratt & Whitney PW1500G. O voo inaugural desta seria foi em 16 de setembro de 2013.[2]

O projeto foi anunciado em julho de 2004, com custo de aproximadamente US$ 3,5 bilhões, sendo US$ 350 milhões financiado pelo governo do Canadá e US$ 300 milhões financiado pelo governo do Reino Unido,[3] sendo cancelado por um ano entre 2006 e 2007. A aeronave é feita de 46% de compósito, 24% de alumínio-lítio.[4]

No dia 10 de julho de 2018 foi anunciado o rebranding da família CSeries, passando a chamar-se Airbus A220, no seguimento do acordo entre a Bombardier e a Airbus.

Índice

Especificações (A220-100 e A220-300)

Dados de: Bombardier Aerospace[nota 1][nota 2][nota 3][nota 4] e Pratt & Whitney.[nota 5]

Descrições gerais
  • Tripulação: A220-100: 2+5; A220-300: 3+5
  • Capacidade: A220-100: 3 629 kg (8 000 lb); A220-300: 4 853 kg (10 700 lb)
  • Comprimento: A220-100: 30 m (98,4 ft); A220-300: 38,7 m (127 ft)
  • Envergadura: A220-100/300: 35,1 m (115 ft)
  • Altura: Na cauda A220-100/300: 11,5 m (37,7 ft)
  • Área alar: A220-100/300: 112,3  (1 210 ft²)
  • Peso vazio: 33 300 kg (73 400 lb) A220-100 somente
  • Peso de decolagem: A220-100: 58 967 kg (130 000 lb); A220-300: 62 317 kg (137 000 lb)
Motorização
Performance

Ver tambémEditar

Notas

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Airbus A220