Alano, o Vermelho

militar francês

Alano, o Vermelho (em latim: Alanus Rufus; em francês: Alain le Roux; em inglês: Alan, the Red; 1040 -— 1089) foi um provável companheiro de Guilherme, o Conquistador durante a conquista normanda da Inglaterra e, especialmente, durante o Massacre do Norte, no qual conquistou o Castelo de Richmond. Era segundo o filho de Odão de Penthièvre com Inês, filha de Alain Cagnarto da Cornualha, e primo de Guilherme I da Inglaterra.

Alano, o Vermelho
Nascimento século XI
Morte 4 de agosto de 1093
Sepultamento Bury St Edmunds
Cidadania França
Progenitores
Irmão(s) Étienne Ier de Penthièvre, Geoffrey I, count of Penthièvre, Brian of Brittany
Ocupação militar
Título conde
Retrato póstumo de Alano, o Vermelho ajoelhado diante de Guilherme I de Inglaterra

Mais tarde se tornou conde de Richmond, seguido por seu irmão, Alaim, o Negro, que por sua vez foi sucedido por Estêvão de Tréguier. Seu outro irmão, Brian da Bretanha, foram sucedidas terras da Cornualha, mas abandonou suas propriedades próprias para uma mulher bretã e seu dote. No momento da sua morte, sua riqueza foi observada em £11.000, equivalente a 7% do lucro líquido nacional da Inglaterra. Em 2007, estimava-se que este era o equivalente a £81 bilhões.[1]

Referências

  1. Chittenden, Maurice (9 de outubro de 2007). «Alan, o Vermelho, o britânico que faz de Bill Gates um mendigo». London: The Sunday Times 
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Alano, o Vermelho