Alberto Villar

Alberto Villar
Outros nomes José Alberto
Nascimento 2 de novembro de 1933
Leiria
Nacionalidade português
Morte 8 de agosto de 2020 (86 anos)
Ocupação ator
Atividade 1959-2020
Cônjuge Lisete Frias (actriz, 1928-1995)

Alberto Villar (Leiria, 2 de novembro de 1933 - Lisboa, 8 de agosto de 2020) foi um ator e encenador português.[1]

BiografiaEditar

Alberto Villar (ou José Alberto, nome artístico do início de carreira) iniciou a sua actividade como amador, em Leiria, no Grupo Miguel Joaquim Leitão. Como profissional, estreou-se na Companhia Rafael de Oliveira a 1 de outubro de 1959, onde permaneceu até 1963, percorrendo Portugal. Em Lisboa, onde se radicou, fez parte de inúmeras companhias como a de Vasco Morgado e a de Amélia Rey Colaço/Robles Monteiro. Casa com a atriz Lisette Frias de quem é viúvo.

Foi actor e encenador da Metrul-Produção e Espectáculo. Integrado no Teatro Experimental de Cascais, atuou em Espanha, Angola e Moçambique. De novo na Companhia Rafael de Oliveira fez uma digressão pelo país e junto das comunidades portuguesas radicadas em França. Foi também ao Canadá e E.U.A. na Companhia de Francisco Ribeiro.

Societário da Companhia Teatro de Todos os Tempos e da Companhia Independente de Teatro, percorreu todo o país e apresentou-se ainda na África do Sul e em França.

Teve inúmeras actuações em programas de teatro da RTP (estreia-se na televisão com a peça de teleteatro O Alfageme de Santarém em 1963) e da RDP (rádio). Em 1978, na reabertura do Teatro Nacional D. Maria II, ingressou no seu elenco, tendo participado, entre outros espectáculos, em: Auto da Geração Humana, Felizmente Há Luar, As Alegres Comadres de Windsor, Os Filhos do Sol, O Alfageme de Santarém, O Judeu, Rómulo, o Grande, Pedro, o Cru, Ciclo de Autores Portugueses, Auto de S. António, A Carroça do Poder, Fígados de Tigre, As Fúrias e Ricardo II.

Em 1982, como bolseiro do Ministério da Cultura, fez um estágio de Encenação e Régie, em Paris, no Théâtre National de Chaillot, sob a orientação de Antoine Vitez.

Foi ator residente e ainda delegado da Direção, diretor de produção e diretor de cena do Teatro Nacional D. Maria II,[2] tendo saído da Companhia aquando da sua extinção.[3]

Entretanto fez algumas participações na televisão e integrou espetáculos teatrais como: Oh, Que Ricos Dias (2003), Love Letters (2005) e 1755 - O Grande Terramoto (2006).[4]

Em 2015 regressou ao Teatro Nacional D. Maria II integrando o espetáculo Cyrano de Bergeac.[5]

Em 2016, fundou a Jafes-Produções levando á cena a peça Faz-te ao Largo que esteve em digressão.[6]

Em 2017 participou na nova versão de Amália - O Musical no Teatro Politeama.[7]

Morreu com 86 anos a 8 de agosto de 2020 em Lisboa.[8]

TelevisãoEditar

  Esta lista está incompleta. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-a.

CinemaEditar

Teatro (como ator)Editar

  Esta lista está incompleta. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-a.

Referências

  1. https://www.rtp.pt/programa/tv/p3395/e84
  2. http://www.carloscorreia.net/teatro_nacional/elenco/el_alberto_villar.html
  3. http://www.tndm.pt/pt/atividades/alberto-villar/
  4. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Pessoa&ObjId=8267
  5. http://www.tndm.pt/pt/calendario/cyrano-de-bergerac/
  6. https://www.cmjornal.pt/cultura/detalhe/carlos-quintas-e-alberto-villar-reencontram-se-40-anos-depois
  7. https://www.cmjornal.pt/cultura/detalhe/musical-amalia-regressa-ao-teatro-politeama
  8. Lusa, Agência. «Ator Alberto Villar morre aos 87 anos». Observador. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  9. http://www.tndm.pt/pt/atividades/alberto-villar/
  10. https://arquivos.rtp.pt/conteudos/carmosina-parte-i/
  11. https://arquivos.rtp.pt/conteudos/vamos-contar-mentiras-parte-i/
  12. https://arquivos.rtp.pt/conteudos/o-processo-dos-tavoras-episodio-06/
  13. https://arquivos.rtp.pt/conteudos/uma-noite-calma-ep-04/
  14. https://arquivos.rtp.pt/conteudos/pai-a-forca-ep-10-3/
  15. http://www.cinept.ubi.pt/pt/filme/2036/Opera%C3%A7%C3%A3o+Dinamite
  16. https://palcoaquemmerece.blogspot.com/2018/12/recordacoes-vamos-contar-mentiras-1963.html
  17. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Pessoa&ObjId=8267
  18. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Espectaculo&ObjId=24373
  19. http://www.matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Objectos/ObjectosConsultar.aspx?IdReg=179213
  20. http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=06575.113.21122#!4
  21. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Espectaculo&ObjId=3191
  22. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Pessoa&ObjId=8267
  23. http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=06842.192.29956#!27
  24. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Pessoa&ObjId=8267
  25. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Pessoa&ObjId=8267
  26. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Pessoa&ObjId=8267
  27. https://www.cmjornal.pt/cultura/detalhe/love-letters-em-alges
  28. http://ww3.fl.ul.pt/CETbase/reports/client/Report.htm?ObjType=Pessoa&ObjId=8267
  29. http://lazer.publico.pt/pecasdeteatro/215442_west-side-story-amor-sem-barreiras
  30. https://tvi24.iol.pt/nacional/peca/fotos-celso-cleto-e-sofia-alves-unidos-na-estreia-de-sabina-freire
  31. https://www.tecascais.com/arsenico-e-rendas-velhas/
  32. http://www.tndm.pt/pt/calendario/cyrano-de-bergerac/
  33. https://www.cmjornal.pt/cultura/detalhe/carlos-quintas-e-alberto-villar-reencontram-se-40-anos-depois
  34. https://www.cmjornal.pt/cultura/detalhe/musical-amalia-regressa-ao-teatro-politeama
  35. https://www.dn.pt/lusa/interior/amalia----o-musical-de-filipe-la-feria-em-cartaz-na-figueira-da-foz-8672243.html