Alexandre I de Antioquia

Alexandre I de Antioquia foi um dos pretendentes ao cargo de bispo de Antioquia entre 408 e 418[1] ou 412 e 417[2], dependendo da fonte. Seus esforços de mediação levaram à restauração da comunhão entre os melecianos e os eustatianos, terminando o cisma meleciano em Antioquia.

Vida e obrasEditar

Pouco se sabe sobre a vida de Alexandre. Antes de sua consagração como bispo, ele era conhecido por sua vida asceta, de auto-disciplina, pobreza e negação de si próprio. Ele também era conhecido por sua sabedoria e eloquência. Por seus esforços, a Igreja de Constantinopla restaurou o nome de João Crisóstomo aos dípticos da Igreja (veja controvérsia de João Crisóstomo).

Alexandre sucedeu a Porfírio como bispo de Antioquia pelo grupo meleciano.

Em 415, por força de suas pregações, ele conseguiu reunir novamente os seguidores de Eustácio de Antioquia, de Paulino de Antioquia e de Evágrio de Antioquia de volta para a comunhão na Igreja de Antioquia. Num dia de celebração, ele conduziu tanto o clero quanto o povo numa grande procissão para uma assembleia às portas da grande igreja de Antioquia, lotando o fórum da cidade.

Ver tambémEditar

Precedido por
Porfírio
Patriarcas de Antioquia
408 ou 412 - 417 ou 418
Sucedido por
Teódoto

Referências

  1. «Primates of the Apostolic See of Antioch» (em inglês). St. John of Damascus Faculty of Theology, University of Balamand. Consultado em 24 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 31 de julho de 2011 
  2. «Patriarchs of Antioch: Chronological List» (em inglês). Syriac Orthodox Resources. Consultado em 24 de dezembro de 2011 

Ligações externasEditar