Abrir menu principal

CarreiraEditar

InícioEditar

Alfonso cresceu em uma casa perto dos Estúdios Churubusco na capital mexicana. Começou a filmar aos 12 anos quando ganhou sua primeira câmera. Durante seus estudos no Centro Universitário de Estudos Cinematográficos, conheceu a futura mãe de seu filho Jonás, além do diretor Carlos Marcovich e do fotógrafo Emmanuel Lubezki. Com eles realizou seu primeiro curta-metragem Vengeance is Mine. Por controvérsias geradas pelo filme ser em inglês e outras razões, foi expulso do centro de estudos.

No MéxicoEditar

Depois da expulsão, trabalhou como empregado em um museu e logo como assistente de direção em Nocaut de José Luis García Agraz, entre outros filmes. Dirigiu alguns episódios da série de suspense da Televisa La Hora Marcada. Junto com seu irmão Carlos escreveu o roteiro para um filme, mas o Instituto Mexicano de Cinema (IMCINE), com fundos limitados lhe ofereceu a direção do filme Sólo con tu pareja, que necessitava de um diretor. O filme foi um sucesso chamando a atenção de produtores de Hollywood, que o convidaram a trabalhar nos Estados Unidos.

Nos Estados UnidosEditar

Em Hollywood só dirigiu alguns programas de televisão até assinar um contrato com a Warner Brothers para dirigir Addicted to Love, com Meg Ryan e Matthew Broderick. Ao ler o roteiro de A Princesinha preferiu dirigir esse filme no lugar do que lhe haviam oferecido. O filme não foi um sucesso de bilheteria mas foi indicada a vários Oscares. Depois a Twentieth Century Fox lhe ofereceu a direção de Great Expectations, clássico de Charles Dickens. De volta ao México, se associou com o milionário homem de negócios Carlos Vergara para produzir Y tu mamá también, que se transformou em um dos filmes de maior sucesso do cinema mexicano e uma das mais notórias do cinema mundial. Em 2004, a Warner Brothers lhe ofereceu a direção do terceiro filme da série de livros Harry Potter. O filme chamado Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban é atualmente o filme de maior bilheteria do diretor. Em 2006 dirigiu "Filhos da Esperança" (Children of Men), uma distopia que revela o ano de 2027 como a catarse de todos os problemas humanos projetados hoje. Um período de mais de 18 anos em que nenhuma mulher consegue engravidar. Realista e humano, o filme foi muito bem recebido pela crítica e recebeu várias indicações ao Oscar.

FilmografiaEditar

DireçãoEditar

ProduçãoEditar

Outros trabalhosEditar

SériesEditar

  • Believe (2014) - cocriador, diretor e produtor-executivo.

PrêmiosEditar

OscarEditar

Ano Categoria Filme Resultado
2002 Melhor Roteiro Original Y tu mamá también Indicado
2007 Melhor Roteiro Adaptado Filhos da Esperança Indicado
Melhor Montagem Indicado
2014 Melhor Filme Gravidade Indicado
Melhor Diretor Venceu
Melhor Montagem Venceu
2019 Melhor Filme Roma Indicado
Melhor Diretor Venceu
Melhor Roteiro Original Indicado
Melhor Fotografia Venceu

Globo de OuroEditar

Ano Categoria Filme Resultado
2013 Melhor Direção Gravidade Venceu
2019 Melhor Direção Roma Venceu
Melhor Roteiro Indicado
Melhor Filme Estrangeiro Venceu

BAFTAEditar

Ano Categoria Filme Resultado
2003 Melhor roteiro original Y tu mamá también Indicado
Melhor filme em língua estrangeira Indicado
2005 Melhor filme britânico Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban Indicado
2014 Melhor filme Gravidade Indicado
Melhor diretor Venceu
Melhor roteiro original Indicado
Melhor montagem Indicado
Melhor filme britânico Venceu

Referências

  1. «Alfonso Cuarón». Cineplayers. 23 de novembro de 2018. Consultado em 14 de agosto de 2019 
  2. «Oscar 2019: 'Roma' dá a Alfonso Cuarón seu segundo prêmio de melhor direção». O Globo. 25 de fevereiro de 2019. Consultado em 14 de agosto de 2019 
  3. «Alfonso Cuarón». Filmow. Consultado em 14 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alfonso Cuarón