Alice Júnior

filme de 2019 dirigido por Gil Baroni

Alice Júnior é um filme brasileiro de comédia dirigido por Gil Baroni e com roteiro de Luiz Bertazzo e Adriel Nizer Silva.[1]

Alice Júnior
Pôster oficial do filme.
 Brasil
2019 •  cor •  87 min 
Direção Gil Baroni
Produção Gil Baroni
Andréa Tomeleri
Roteiro Luiz Bertazzo
Adriel Nizer Silva
Elenco
  • Anna Celestino Mota
  • Emmanuel Rosset
  • Surya Amitrano
  • Matheus Moura
  • Thaís Schier
  • Katia Horn
  • Gustavo Piaskoski
  • Antonia Montemezzo
  • Igor Augustho
  • Melissa Locatelli
Gênero comédia
Música Vinícius Nisi
Cinematografia Renato Ogata
Direção de arte Beatriz Gerolim
Figurino Bettina Martinelli
Edição Pedro Giongo
Companhia(s) produtora(s) Beija Flor Filmes
Distribuição Olhar Distribuição
Lançamento Brasil 28 de setembro de 2019
Estados Unidos 17 de setembro de 2020
Idioma português
Orçamento R$830,000

O filme teve sua estreia nacional em setembro de 2019, durante o Festival de Vitória.[2] Em dezembro de 2019, Alice Júnior foi exibido durante a "Mostra Première Brasil: Geração", do Festival do Rio, durante o qual venceu os prêmios Felix por melhor direção e Júri Popular (Geração).[3] O filme teve sua estreia internacional em fevereiro de 2020, durante o Festival Internacional de Cinema de Berlim.[4]

SinopseEditar

O filme conta a história de Alice (Anne Celestino), uma YouTuber transgênera, que por causa de um desafio profissional dado ao pai Jean (Emmanuel Rosset) se muda com ele de um bairro nobre de Recife para uma cidade do interior do Paraná. Alice, que já sofria com cyberbullying, agora se vê lidando também com pessoas conservadoras.[1] Contudo, a jovem precisa sobreviver ao ensino médio e ao preconceito para conquistar seu maior desejo: dar o primeiro beijo.[2]

ElencoEditar

  • Anne Celestino Mota como Alice Júnior
  • Emmanuel Rosset como Jean Genet
  • Surya Amitrano como Taísa
  • Matheus Moura como Bruno
  • Thaís Schier como Viviane
  • Katia Horn com Marisa
  • Gustavo Piaskoski como Guilherme
  • Antonia Montemezzo como Manoela
  • Igor Augustho como Lino Neto
  • Melissa Locatelli como Sininho / Rita Rubão

ProduçãoEditar

O filme foi gravado em locação no estado do Paraná.[2] A fictícia cidade de Araucárias do Sul teve como cenário a Região Metropolitana de Curitiba, sendo gravado na cidade de Lapa.[5][6]

Prêmios e indicaçõesEditar

Em dezembro de 2019, venceu nas categorias de Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora no Festival de Brasília, também sendo indicado às categorias de Melhor Longa-Metragem, Melhor Direção e Melhor Roteiro.

Ano Prêmio/Festival Categoria Resultado
2019 Festival de Brasília[7] Melhor Longa-Metragem Indicado
Melhor Direção (Gil Baroni) Indicado
Melhor Atriz (Anne Mota) Venceu
Melhor Atriz Coadjuvante (Thaís Schier) Venceu
Melhor Roteiro Indicado
Melhor Montagem Venceu
Melhor Trilha Sonora Venceu
Milwaukee Film Festival Melhor Filme Indicado
Festival do Rio Prêmio Félix (Melhor Longa-Metragem Nacional) Venceu
Melhor Filme (júri pupular) Venceu


Referências

  1. a b Daehn, Ricardo (27 de novembro de 2019). «Confira a crítica do longa-metragem 'Alice Júnior', de Gil Baroni». Correio Braziliense. Consultado em 21 de maio de 2020 
  2. a b c Herculano, Daniel (29 de setembro de 2019). «Filme sobre adolescente trans, "Alice Júnior" conquista público no Festival de Vitória». O Povo. Consultado em 21 de maio de 2020 
  3. «Filmes afirmativos vencem no Festival do Rio». Correio do Povo. 23 de dezembro de 2019. Consultado em 21 de maio de 2020 
  4. Gonzada, Vanessa (11 de fevereiro de 2020). «Com protagonista recifense, filme "Alice Júnior" será exibido em Berlim». Brasil de Fato 
  5. «Lapa: novamente cinematográfica». Paranashop. 19 de julho de 2017. Consultado em 9 de março de 2021 
  6. «'Alice Júnior' é uma comédia romântica estilo "Sessão da Tarde", sobre primeiro beijo de jovem trans». Tribuna do Paraná. 14 de novembro de 2019. Consultado em 9 de março de 2021 
  7. «Conheça os ganhadores do Troféu Candango no 52º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro». Distrito Federal. 1 de dezembro de 2019. Consultado em 2 de Fevereiro de 2022 

Ligações externasEditar