Abrir menu principal

Alice de Warenne, condessa de Arundel

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde janeiro de 2012). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Alice de Warenne
Condessa de Arundel
Descendência Ricardo FitzAlan, 10.° Conde de Arundel
Eduardo FitzAlan
Alice FitzAlan
Joana FitzAlan
Aline FitzAlan
João FitzAlan
Catherine FitzAlan
Isabel FitzAlan
Leonor FitzAlan
Casa de Warenne
Nascimento 15 de junho de 1287
  Warren, Sussex, Inglaterra
Morte 23 de maio de 1338 (50 anos)
  Fontenelle, Yonne, França
Pai Guilherme de Warenne
Mãe Joana de Vere

Alice de Warenne, Condessa de Arundel (15 de junho de 128723 de maio 1338) foi uma nobre britânica e herdeira aparente do Condado de Surrey. Em 1305, ela se casou com Edmundo FitzAlan, 9.º Conde de Arundel.

FamíliaEditar

Alice, a única filha de Guilherme de Warenne e Joana de Vere, tendo nascido em 15 de junho de 1287 em Warren, Sussex, seis meses após seu pai ter sido acidentalmente morto em um torneio em 15 de Dezembro de 1286. Com a morte de seu avô, João de Warenne, 6.° Conde de Surrey em 1304, seu único irmão, João de Warenne, 7.º Conde de Surrey, o sucedeu no ducado. Ele acabou por se tornar distante de sua mulher que não lhe dera filhos, deixando Alice como sua herdeira presuntiva.

Casamento com o Conde de ArundelEditar

Em 1305, Alice casou-se com Edmundo Fitzalan, 9.º Conde de Arundel, filho de Ricardo Fitzalan, 8.º Conde de Arundel e Alice of Saluzzo. Ele havia inicialmente a recusado, por motivos desconhecidos até hoje, mas por volta de 1305 ele mudou de ideias e se casou com ela.

Eles tiveram nove filhos, residindo principalmente em seu castelo em Sussex.

Arundel herdou seu titulo em 9 de marco de 1302 após a morte de seu pai.[1] Foi apresentado ao parlamento como lorde em 1306, sendo mais tarde um dos Lords Ordainers. Acabou também por participar das guerras escocesas.

O conde de Arundel e seu cunhado João de Warenne eram os únicos nobres a ficarem do lado do rei Eduardo II de Inglaterra, após a rainha Isabel e seu amante Roger Mortimer, 1.º Conde de March retornarem para Inglaterra em 1326. Ele havia se aliado com o favorito do rei, Hugo le Despenser, e concordou em casar seu filho com a neta de Despenser.

O conde de Arundel foi preso em Shropshire pelos partidários da Rainha.[2] Em 17 de Novembro de 1326 em Hereford, Arundel foi decapitado por ordens da rainha, deixando Alice de Warenne viúva. As propriedades e os títulos de seu esposo foram tomados pela coroa após sua morte, mas logo depois foram restaurados para seu filho mais velho, Ricardo.

Alice morreu em 23 de maio de 1338. Ela ainda não havia completado cinquenta e um anos. Seu irmão morreu e, 1347 por causa desconhecida, tendo o Titulo de Surrey passado para seu sobrinho, Ricardo.

Muitos de seus descendentes incluem Ana Bolena, Maria Bolena, Diana, Princesa de Gales, e os Duques de Norfolk.

 
Castelo de Arundel, principal residência da maioria dos Condes de Arundel

FilhosEditar

AncestraisEditar

Referências