Abrir menu principal

"All" (" em português: "foi a canção que representou o Reino Unido no Festival Eurovisão da Canção 1957 que se disputou em Frankfurt am Main, Alemanha, em 3 de março de 1957. Esta canção marcou a estreia do Reino Unido na competição.

Reino Unido "All"
Festival Eurovisão da Canção 1957
País
Artista(s)
Língua
Inglês
Compositor(es)
Reynell Wreford
Letrista(s)
Alan Stranks
Performance das finais
Resultado da final
7.º
Pontos da final
6
"Sing, Little Birdie" (1959) ►

A referida canção foi interpretada em língua inglesa por Patricia Bredin. Foi a terceira canção a ser interpretada na noite do evento, a seguir à canção do Luxemburgo "Amours mortes (tant de pein)", cantada por Danièle Dupré e antes da canção da Itália "Corde della mia chitarra", interpretada por Nunzio Gallo. Terminou a competição em 7.º lugar 8 (entre 10 participantes), tendo recebido um total de 6 pontos. O Reino Unido só regressaria dois anos depois, em 1959 com a canção "Sing, Little Birdie, interpretada por Pearl Carr & Teddy Johnson.

A canção "All" tem duas curiosidades: foi a mais curta na história do Festival Eurovisão da Canção, com apenas 1:52 minutos e foi também a primeira canção a ser interpretada em inglês (a língua que domina atualmente naquela competição, desde que foi introduzida a norma da língua livre, em 1999). Nunca foi lançado comercialmente, qualquer disco com esta canção.

AutoresEditar

Autores
Letrista: Alan Stranks
Compositor: Reynell Wreford
Orquestrador: Eric Robinson

LetraEditar

A canção é uma balada, na qual Bredin refere[1] todas as coisas que a fazem sentir feliz, das palavras, sinais, sorrisos, etc. e que são tudo para ela.

Referências

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Precedido por
_______
Reino Unido no Festival Eurovisão da Canção
1957
Sucedido por
Sing, Little Birdie


  Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  A Wikipédia possui o
Portal da Música