Aluvião

Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo pelo termo jurídico, veja Aluvião (Direito).

Aluvião ou alúvio (do latim alluvius, de alluere, "lavar contra") é argila solta, lodo, areia ou cascalho que foi depositado por água corrente em um leito de riacho, em uma planície de inundação, em um leque aluvial ou praia, ou em configurações semelhantes.[1][2][3] O aluvião também é às vezes chamado de depósito aluvial.[4][5] O aluvião é tipicamente geologicamente jovem e não está consolidado em rocha sólida. Sedimentos depositados debaixo d'água, em mares, estuários, lagos ou lagoas, não são descritos como aluviões.[1]

Seção de aluvião na mina Blue Ribbon no Alasca
Depósitos de aluvião no Vale Gamtoos na África do Sul
Depósitos fluviais aluviais na Bacia Amazônica, próximo a Autazes, AM, Brasil. Os depósitos sazonais são extremamente férteis e cruciais para a agricultura de subsistência na Bacia Amazônica ao longo das margens dos rios

O aluvião de várzea pode ser altamente fértil e apoiou algumas das primeiras civilizações humanas.[6]

DefiniçõesEditar

O consenso atual é que "aluvião" se refere a sedimentos soltos de todos os tipos depositados por água corrente em planícies de inundação ou em leques aluviais ou formas de relevo relacionadas.[1] [7][8] No entanto, o significado do termo variou consideravelmente desde que foi definido pela primeira vez no dicionário francês de Antoine Furetière, publicado postumamente em 1690. Com base em conceitos do direito romano, Furetière definiu aluvião como novas terras formadas pela deposição de sedimentos ao longo de rios e mares. No século XIX, o termo passou a significar sedimentos recentes depositados por rios em cima de dilúvios mais antigos, que eram de caráter semelhante, mas interpretados como sedimentos depositados pelo dilúvio de Noé. Com a rejeição pelos geólogos do conceito de um dilúvio universal primordial, o termo "dilúvio" caiu em desuso e foi substituído por "antigo aluvião". Ao mesmo tempo, o termo "aluvião" passou a significar todos os depósitos de sedimentos devidos à água corrente nas planícies. A definição expandiu-se gradualmente para incluir depósitos em estuários e costas e rochas jovens de origem marinha e fluvial.[8]

Aluvião e dilúvio foram agrupados como colúvio no final do século XIX. No entanto, "colúvio" é agora geralmente entendido como sedimentos produzidos por transporte impulsionado pela gravidade em encostas íngremes, enquanto a definição de "aluvião" voltou a enfatizar os sedimentos depositados pela ação do rio. Continua a haver desacordo sobre quais outros depósitos de sedimentos devem ser incluídos no termo "aluvião."[8]

IdadeEditar

A maior parte do aluvião é do quaternário e é muitas vezes referido como "cobertura" porque esses sedimentos obscurecem o leito rochoso subjacente. A maior parte do material sedimentar que preenche uma bacia ("preenchimento de bacia") que não é litificada é normalmente agrupada como "aluvial".[9] O aluvião do Plioceno ocorre, por exemplo, em partes de Idaho.[10] O aluvião do final do Mioceno ocorre, por exemplo, no vale do rio San Joaquin, Califórnia.[11]

Referências

  1. a b c Jackson, Julia A., ed. (1997). «alluvium». Glossary of geology. Fourth ed. Alexandria, Virginia: American Geological Institute. ISBN 0922152349 
  2. Glossary of Geological Terms. Geotech.org. Retrieved on 2012-02-12.
  3. Geology Dictionary – Alluvial, Aquiclude, Arkose. Geology.Com. Retrieved on 2012-02-12.
  4. Jackson, Julia A., ed. (1997). «alluvial deposit». Glossary of geology. Fourth ed. Alexandria, Virginia: American Geological Institute. ISBN 0922152349 
  5. Allaby, Michael (2013). «alluvium». A dictionary of geology and earth sciences Fourth ed. Oxford: Oxford University Press. ISBN 9780199653065 
  6. Kidder, Tristram; Liu, Haiwang; Xu, Qinghai; Li, Minglin (julho de 2012). «The Alluvial Geoarchaeology of the Sanyangzhuang Site on the Yellow River Floodplain, Henan Province, China: THE YELLOW RIVER FLOODPLAIN, HENAN PROVINCE». Geoarchaeology. 27 (4): 324–343. doi:10.1002/gea.21411 
  7. Allaby 2013, "alluvial".
  8. a b c Miller, Bradley A.; Juilleret, Jérôme (outubro de 2020). «The colluvium and alluvium problem: Historical review and current state of definitions». Earth-Science Reviews. 209. 103316 páginas. Bibcode:2020ESRv..20903316M. doi:10.1016/j.earscirev.2020.103316  
  9.   Chisholm, Hugh, ed. (1911). «Alluvium». Encyclopædia Britannica (em inglês) 11.ª ed. Encyclopædia Britannica, Inc. (atualmente em domínio público) 
  10. Ames, Dan (1998), «Formation of the Soils» (PDF), Soil Survey of Jerome County and Part of Twin Falls County, Idaho, Natural Resources Conservation Service, United States Department of Agriculture 
  11. Huber, N. King (1981). Amount and Timing of Late Cenozoic Uplift and Tilt of the Central Sierra Nevada, California—Evidence from the Upper San Joaquin River Basin (USGS Professional Paper 1197) (PDF). Washington D.C.: USGS. 13 páginas 
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Aluvião