Amade Baba

Amade Baba Massufi de Tombuctu (Ahmad Baba al-Massufi al-Tinbukti), nome completo Abul Abas Amade ibne Amade Tacruri Massufi de Tombuctu (Abu al-Abbas Ahmad ibn Ahmad al-Takruri Al-Massufi al-Timbukti; 26 de outubro 1556 -1627), também conhecido como Amade Baba, o Sudanês (Ahmed Baba Es Sudane), foi um escritor, erudito e provocador político medieval na área então conhecida como Sudão Ocidental, na África Ocidental.

Amade Baba
Nascimento 26 de outubro de 1556
Morte 22 de abril de 1627 (70 anos)
Tombuctu
Cidadania Mali
Ocupação cádi
Religião Islã

BiografiaEditar

Amade Baba nasceu em 26 de outubro de 1556 em Arauane, filho do professor Amade ibne Alhaji Amade ibne Omar ibne Maomé Acite. Ele se mudou para Tombuctu em tenra idade para estudar com seu pai e com um estudioso conhecido como Maomé Bagaiogo. Não existem outros registros de sua atividade até 1594, quando foi deportado para o Marrocos, onde permaneceu até 1608 sobre acusações de sedição.[1] Ele faleceu em 1627.[2]

LegadoEditar

Uma grande quantidade de obras foi escrita enquanto estava no Marrocos, incluindo sua biografia de Maomé Abdal Carim Almaguili, um estudioso e jurista responsável por grande parte da lei religiosa tradicional da área. A nota biográfica foi traduzido por M. A. Cherbonneau em 1855,[1] e se tornou um dos principais textos para estudo da história jurídica do Sudão Ocidental.[3] As obras sobreviventes de Amade Baba ainda são as melhores fontes para o estudo de Almaguili e a geração que o sucedeu.[4]

Ao longo de sua vida, Amade escreveu mais de 40 livros e é muitas vezes apontado como tendo sido o maior estudioso de Tombuctu.[5] Ahmad Baba foi considerado o mujadide (mujjadid; reviver da religião) do século X/XVI.[6] A única biblioteca pública em Tombuctu, o Instituto Ahmed Baba (que armazena mais de 18 000 manuscritos) é nomeado em sua honra.[7][8]

Referências

BibliografiaEditar

  • Abraham, Curtis (2007). «Stars of the Sahara». New Scientist. 38 
  • Batrān, 'Abd-Al-'Azīz 'Abd-Allah (1973). «A contribution to the biography of Shaikh Muḥammad Ibn 'Abd-Al-Karīm Ibn Muḥammad ('Umar-A 'Mar) Al-Maghīlī, Al-Tilimsānī». Journal of African History. 14 (3): 381–394. JSTOR 180537 
  • Bivar, A. D. H.; Hiskett, M. (1962). «The Arabic Literature of Nigeria to 1804: A Provisional Account». Bulletin of the School of Oriental and African Studies, Universidade de Londres. 25 (1/3) 
  • Hunwick, J. O. (1964). «A New Source for the Biography of Ahmad Baba al-Tinbukti (1556-1627)». Bulletin of the School of Oriental and African Studies. 27: 568–593. JSTOR 611391 
  • Hunwick, John O.; O'Fahey, R. Rex S. (2003). Arabic Literature of Africa, Volume 4: The Writings of Western Sudanic Africa. Leida e Nova Iorque: BRILL. ISBN 9004124446 
  • Almaguili, Maomé ibne Abdal Carim (1985). Hunwick, John O., ed. Sharīʻa in Songhay: the replies of al-Maghīlī to the questions of Askia al-Ḥājj Muḥammad. Oxônia: Published for the British Academy by Oxford University Press 

Ligações externasEditar

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Ahmed Baba».