Ana Luísa Escorel

Ana Luísa Escorel é designer, editora e escritora. Formada pela Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI) do Rio de Janeiro, trabalhou como designer junior no escritório de Aloisio Magalhães e depois como freelancer até constituir o A3 com Evelyn Grumach e Heloisa Faria (1980-1996), com quem posteriormente fundou e dirigiu o 19 Design (1997-2003).

Ana Luísa Escorel
Nascimento
 Brasil
Prémios Prêmio SP de Literatura (2014)
Género literário Ensaios sobre design, Memórias, Romance, Crônicas

Em abril de 2004 deu início à Ouro sobre Azul Design e Editora incorporando a atividade editorial à trajetória de designer. Deu aulas de projeto em design gráfico na Escola de Desenho EINA, em Barcelona (1970) e na PUC do Rio de Janeiro (1976-1980).

É autora de dois livros sobre design e de 1997 a 2003 escreveu regularmente para jornais e revistas tratando de assuntos ligados à sua área profissional.

Em 2010 fez a primeira incursão literária com o livro de lembranças O pai a mãe e a filha e em dezembro de 2013 lançou Anel de vidro, o primeiro romance, seguido pelo conjunto de crônicas De tudo um pouco, de 2016, e de um novo romance, Dona Josefa, lançado em 2019. No princípio de 2020 publicou A formação de Antonio Candido, uma biografia ilustrada.

É casada com o cinesta Eduardo Escorel.

Com Anel de vidro tornou-se, em 2014, a primeira mulher no Brasil, a ganhar o Prêmio São Paulo de Literatura

Livros publicadosEditar

  • 1972 - Brochura Brasileira: objeto sem projeto, Editora José Olympio
  • 1999 - O Efeito multiplicador do design, Editora SENAC São Paulo
  • 2010 / 2012 - O pai, mãe e a filha, Editora Ouro sobre Azul
  • 2013 - Anel de vidro, Editora Ouro sobre Azul
  • 2016 - De tudo um pouco, Editora Ouro sobre Azul
  • 2019 - Dona Josefa, Editora Ouro sobre Azul
  • 2020 - A formação de Antonio Candido, uma biografia ilustrada, Ouro sobre Azul

Referências


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.