Abrir menu principal
Beato Ângelo Paoli O.C.D.
Beato Angelo Paoli
"Pai dos pobres"
Nascimento 1 de setembro de 1642 em Argigliano, Toscana
Morte 17 de janeiro de 1720 (77 anos) em Roma
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 25 de abril de 2010, Basílica de São João de Latrão por Arcebispo Angelo Amato
Principal templo San Martino ai Monti
Gloriole.svg Portal dos Santos

Angelo Paoli O.C.D. foi um carmelita descalço italiano conhecido como "o pai dos pobres". Foi beatificado em 2010 pelo papa Bento XVI.

Índice

VidaEditar

Angelo nasceu em Argigliano, Toscana, filho de Angelo Paoli e Santa Morelli. Quando jovem, passava a maior parte de seu tempo livre ensinando a doutrina católica para as crianças pobres de sua cidade. Aos dezoito, foi admitido no noviciado dos Carmelitas em Siena.

Depois de proferir seus votos, passou seis anos estudando, foi ordenado padre e nomeado para trabalhar na comunidade de Pisa. Foi depois transferido para Cupoli, Monte Catino e Fivizzano. Com uma devoção especial pela Paixão, mandou erguer uma cruz de madeira nas colinas de Fivizzano (e depois no Coliseu de Roma).

Em 1687, foi chamado a Roma e alocado no carmelo de San Martino ai Monti, onde passou o resto de seus dias dividido entre o cuidado aos pobres nos hospitais da cidade e a função de Mestre dos Noviços.

VeneraçãoEditar

Suas virtudes foram declaradas pelo papa Pio VI como heroicas em 1781. Em uma reunião em julho de 2009 com o prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, o arcebispo Angelo Amato, um milagre (que foi depois revisto separadamente e votado pelos membros médicos, teológicos e os prelados da Congregação como válido) foi formalmente aprovado pelo papa Bento XVI. A beatificação foi realizada na Basílica de São João de Latrão, em Roma, em 25 de abril de 2010[1].

Referências

BibliografiaEditar