Abrir menu principal
Annibale Albani
Cardeal da Igreja Católica
Camerlengo da Câmara Apostólica
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 28 de outubro de 1722
Nomeação episcopal 24 de julho de 1730
Ordenação episcopal 15 de agosto de 1730
por Dom Francesco Cardeal Barberini (Jr.)
Nomeado arcebispo 4 de janeiro de 1712
Cardinalato
Criação 23 de novembro de 1711
por Papa Clemente XI
Ordem Cardeal-diácono (1711-1722)
Cardeal-presbítero (1722-1730)
Cardeal-bispo (1730-1751)
Título Santo Eustáquio (1712-1716)
Santa Maria em Cosmedin (1716-1722)
São Clemente (1722-1730)
Sabina-Poggio Mirteto (1730-1743)
Porto-Santa Rufina (1743-1751)
Brasão
Coat Albani.png
Dados pessoais
Nascimento Estados Papais Urbino
15 de agosto de 1682
Morte Estados Papais Roma
21 de setembro de 1751 (69 anos)
Nacionalidade Italiano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Annibale Albani (15 de agosto de 1682 - 21 de setembro de 1751) foi um cardeal italiano da Diocese de Sabina-Poggio Mirteto.

Albani nasceu em Urbino, de pais albaneses. Primo do Papa Clemente XI, tornou-se cardeal-bispo de Sabina (1711). Era o irmão mais velho do cardeal Alessandro Albani, um colecionador ainda mais famoso.[1]

Como patrono da literatura eclesiástica, deixou uma valiosa biblioteca, uma galeria de pinturas e esculturas, e um armário de moedas que acabaram sendo adicionadas à coleção do Vaticano. Editou, em dois volumes, cartas, sumários, e bulas de Clemente XI (1724), o Menologium Græcorum (1727) e memórias históricas de Urbino (1722-1724).

Referências

  1. «The Cardinals of the Holy Roman Church». Arquivado do original em 29 de setembro de 2013 

Este artigo incorpora texto da Catholic Encyclopedia, publicação de 1913 em domínio público.