Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2014). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Sabina-Poggio Mirteto
Coat of arms of Angelo De Donatis (Cardinal).svg        Coat of arms of Franciscus.svg        Brasão de Giovanni Battista Re
Sé suburbicária
Titular: Giovanni Battista Re
criado: 415
Nome original de Diocese de Sabina.

Em 1925, renomeado para Sabina e Poggio Mirteto.
Em 1986, renomado para Sabina-Poggio Mirteto.

Dados do Anuário Pontifício

A Sé suburbicária de Sabina-Poggio Mirteto (em latim: Sabinensis-Mandelensis) é uma sede da Igreja Católica, sufragânea da diocese de Roma, pertencente à região eclesiástica do Lácio. Foi criada no século V.

TerritórioEditar

Compreende a cidade de Poggio Mirteto, dividida, para fins eclesiásticos, em 82 paróquias.

HistóriaEditar

A diocese de Sabina (ou Mandelensis) foi criada no século V, sendo que sua série episcopal foi estabelecida em 415 a.D. Em 984 outras três dioceses foram unidas a ela.

Em 1841 o título da Abadia de Farfa foi unido ao de Sabina e no mesmo dia foi criada a diocese de Poggio Mirteto. Em 3 de junho de 1925 ambas as dioceses foram unidas, passando a chamar-se, em 30 de setembro de 1986, diocese de Sabina-Poggio Mirteto.

Eventualmente, gera alguma confusão o fato de haver um título presbiteral (reservado a um cardeal-presbítero) de Santa Sabina. O título cardinalício de Santa Sabina sull'Aventino foi instituído em torno de 423 pelo papa Celestino I. Com base no catálogo de Pietro Mallio, compilado durante o pontificado do papa Alexandre III, o título era ligado à Basílica de San Paolo fuori le mura.

A partir de 1962 seus bispos passam a ser cardeais da Igreja com o título dessa diocese. Desde então, o título permanece com o cardeal, sendo que a administração da diocese fica a cargo de outro bispo.

Ver tambémEditar