Abrir menu principal

Ansgário de Hamburgo

Santo Ansgário, O.S.B.
Santo Ansgário, em Copenhague, Dinamarca
Apóstolo do Norte
Nascimento 8 de setembro de 801 em Amiens
Morte 3 de fevereiro de 865 em Brema
Veneração por Igreja Católica
Igreja Ortodoxa
Igreja Luterana
Igreja Anglicana
Canonização por Papa Nicolau I
Festa litúrgica 3 de fevereiro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Ansgário ou Anscário de Hamburgo,[1] O.S.B. (em latim: Ansgarius; em sueco: Ansgar; Amiens, 8 de Setembro de 801Brema, 3 de Fevereiro de 865), conhecido também por Óscar (português europeu) ou Oscar (português brasileiro),[2] foi um monge beneditino franco, mais tarde missionário e bispo que, após sua morte, foi canonizado pelo Papa Nicolau I. [3][4]

VidaEditar

Ansgário foi como missionário à Dinamarca em 826, missionando nas cidades víquingues de Hedeby e Ribe, e depois à Suécia em 830, onde se estabeleceu na cidade viquingue de Birka. Reinava então um rei chamado Biorno (Björn), que o recebeu amigavelmente e o autorizou a celebrar missa e pregar a religião cristã.[5][6] Após o seu regresso da Escandinávia em 831, foi nomeado em 834 bispo da Arquidiocese de Hamburgo-Brema, vocacionada para a missão de evangelizar os dinamarqueses, suecos, eslavos e bálticos. Foi designado legado pontifício à Dinamarca e Suécia pelo papa Gregório IV Fez uma segunda viagem a Birka como missionário em 851, quando lá reinava um rei chamado Olavo (Olof).[7][8]

O seu trabalho de missão não deixou vestígios, e após a partida de Ansgário, os suíones voltaram a praticar a religião pagã nórdica, tal como foi constatado pelo arcebispo Unni, enviado como novo missionário cristão em 935.[carece de fontes?] Rimberto de Hamburgo, sucessor de Ansgário na Arquidiocese de Hamburgo-Brema, escreveu uma biografia de Ansgário com o título Vida de Ansgário. Pelo seu papel de iniciador da cristianização dos povos nórdico, Ansgário é o santo patrono da Escandinávia (Nordens apostel), sendo celebrado anualmente em 3 de fevereiro.[3][8][9]

Referências

  1. Lenzenweger 2006, p. 119.
  2. Ecclesia 2000.
  3. a b Catholic Online 2017.
  4. Henry R. Loyn. «Dicionário da Idade Média» (PDF). Jorge Zahar Editor. Consultado em 19 de novembro de 2018 
  5. Rosborn 1991.
  6. Lagerqvist 1997, p. 25.
  7. Ohlmark 1975, p. 9.
  8. a b Oorling 1995, p. 12.
  9. Magnusson 2004, p. 12.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Catholic Online (2017). «St. Anskar» (em inglês) 
  • Lagerqvist, Lars O. (1997). «Forntid». Sveriges Regenter. Från forntid till nutid (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 440 páginas. ISBN 91-1-963882-5 
  • Lenzenweger, Josef; Stockmeier, Peter; Bauer, Johannes B.; Amon, Karl; Zinhobler, Rudolf (2006). História da Igreja Católica. São Paulo: Edições Loyola. ISBN 8515030403 
  • Magnusson, Thomas; Sjögren, Peter A. (2004). «Ansgar». Vad varje svensk bör veta (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  • Ohlmark, Åke (1975). «Ansgar». Fornnordisk ordbok (em sueco). Estocolmo: Tiden. 202 páginas. ISBN 91-550-1914-5 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ansgário de Hamburgo
  • «Ansgar em Birka» (em inglês). History of Birka. Consultado em 29 de junho de 2012. Arquivado do original em 9 de março de 2000 
  • «Vita Ansgari» (em inglês). Medieval sourcebook. Consultado em 29 de junho de 2012 
  • «St. Ansgar» (em inglês). German History Forum. Consultado em 29 de junho de 2012