Abrir menu principal
Antônio Joaquim Ribas

Antônio Joaquim Ribas (Rio de Janeiro, 23 de maio de 1818Petrópolis, 22 de fevereiro de 1890[1]) foi um professor, advogado e político brasileiro.

Originalmente chamado de Simplício e filho de Antônio Joaquim de Macedo e de Maria Prudência Ribas, troca seu nome para Antônio Joaquim por ocasião da sua crisma, com o intuito de homenagear o seu pai.[1]

Formado pela Faculdade de Direito de São Paulo em 1840, ali ingressou como professor, lecionando aulas de história, economia política, direito administrativo, direito público, direito civil e direito eclesiástico.

Foi deputado provincial em várias legislaturas, desde 1849 até mudar-se para o Rio de Janeiro, onde passou a exercer a função de advogado. Escreveu diversas obras sobre Direito.

Agraciado comendador da Imperial Ordem de Cristo.

ObraEditar

  • Curso de Direito Civil Brasileiro, Rio: Laemmert, 1865.
  • Direito Administrativo Brasileiro: Noções Preliminares, Rio: Pinheiro, 1866.
  • Consolidação das Disposições Legislativas e Regulamentares Concernentes ao Processo Civil, Rio: Tipografia Nacional, 1878.
  • Consolidação das Leis do Processo Civil, Rio: Dias de Silva, 1879.
  • Da Posse e das Ações Possessórias Segundo o Direito Pátrio Comparado com o Direito Romano e Canônico, 2ª ed., São Paulo: Miguel Melillo, 1901.

Fonte de referênciaEditar

  • BLAKE, Augusto Victorino Alves Sacramento. Diccionario bibliographico brazileiro. Typographia Nacional, Rio de Janeiro, vol. 1., 1883.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.