Abrir menu principal
Antônio Máximo Nogueira Penido
Nascimento 30 de junho de 1885
Niterói
Cidadania Brasil
Ocupação político

Antônio Máximo Nogueira Penido (Niterói, 30 de junho de 1885 — ?, ?) foi um político brasileiro. Exerceu o mandato de deputado classista constituinte em 1934.[1]

Estudou na Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais do Rio de Janeiro e trabalhou no Jornal do Comércio e na Diretoria Geral de Estatística durante o primeiro ano da graduação, em 1900. Já em 1901, passou a exercer a função de quarto escriturário do Tribunal de Contas, e promovido ao terceiro posto em 1904 e ao primeiro em 1918. Concluiu o bacharelado em ciências jurídicas e sociais em dezembro de 1905.[1]

Começou a vida política sendo eleito em junho de 1917 vereador do então Distrito Federal pela chapa do Círculo Católico e do Partido Autonomista, com dois votos a mais que seu concorrente, Lindolfo Collor. Durante o tempo em que assumiu a cadeira foi segundo-secretário e líder da maioria na Câmara Municipal, na gestão do prefeito Paulo de Frontin.[1]

Em 1921, foi eleito deputado federal pelo então Distrito Federal, tendo apoio do movimento Reação Republicana, que apoiava o candidato Nilo Peçanha em oposição a Artur Bernardes, que viria a se eleito. Foi ainda reeleito em 1924, 1927 e 1930, e integrou as comissões de Reformas Tributárias, de Legislação Social e de Agricultura e Comércio.[1]

Em 1933, foi escolhido com representante dos funcionários públicos na Assembléia Nacional Constituinte,fazendo parte da Comissão dos 26, responsável por elaborar o texto constitucional, ficando responsável justamente pelo capítulo referente ao funcionalismo público. Após a promulgação da Constituição, teve o mandato estendido até 1935. Em 1934, voltou a se eleger deputado federal classista. Em 1937, apoiou a candidatura de José Américo de Almeida à sucessão do presidente Getúlio Vargas, em eleição que não ocorreu em virtude da instalação do Estado Novo, em novembro de 1937. Já em julho de 1937, havia deixado a Câmara dos Deputados.[1]

Referências

  1. a b c d e «Antônio Máximo Nogueira Penido - CPDOC». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 21 de novembro de 2017 
  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.