Abrir menu principal
Este artigo usa a notação algébrica para descrever os movimentos do xadrez.

Anti-Xadrez, também chamado de Xadrez zero, Xadrez Suicida, Quem ganha, perde (Losing Chess, Loser's Chess)[1], Zero Chess, Giveaway Chess, Take-me Chess, Reverse Chess é uma variante do xadrez cujo objetivo é perder todas as peças do jogo.

Índice

RegrasEditar

P.H. Törngren
Tidskrift för Schack 1929
abcdefgh
88
77
66
55
44
33
22
11
abcdefgh
Xadrez Suicida, as brancas jogam para ganhar.
Solução: 1.h3! a5 2.h4 a4 3.h5 a3 4.h6 a2 5.h7 a1T! 6.h8B!! Tqualquer 7. Ba1 Txa1 1-0
  • As peças se movimentam da mesma maneira que no xadrez.
  • É obrigatório capturar.
  • Quando mais de uma captura estiver disponível, o jogador pode escolher qual peça capturar.
  • O Rei pode ser capturado como qualquer outra peça.
  • Não há xeque ou xeque-mate.
  • Não há o movimento de roque.
  • Os peões podem ser promovidos a Rei.

No caso de rei afogado, existem diferentes regras:

  • Vence quem foi "afogado" (regra internacional)
  • O jogo é considerado empatado (regra AISE).
  • É declarado o vencedor o jogador com o menor número de peças, se ambos tiverem a mesma quantidade o jogo está empatado. O tipo da peça não faz diferença.

O jogo também pode terminar empatado pela repetição de três posições, acordo mútuo ou a regra dos cinquenta movimentos. O jogo também é declarado empatado se não for possível a vitória; por exemplo: um bispo da casa escura e um da casa clara são as únicas peças restantes. Em outras versões menos jogadas, forçar seu oponente a aplicar o xeque-mate é uma opção de vitória.

Por causa da obrigatoriedade da captura algumas partidas de anti-xadrez envolvem uma longa sequência de capturas de um jogador. Isto significa que o menor erro pode arruinar todo o jogo. Algumas aberturas ruins incluem 1.b4, 1.d3, 1.d4, 1.e4, 1.f4, 1.h3, 1.h4, 1.Cf3 e 1.Cc3. Algumas destas aberturas demoraram meses para os computadores resolver, mas a vitória por 1.d3, 1.d4, e 1.e4 consiste de uma série simples de capturas forçadas que um enxadrista experiente consegue executar facilmente.

BibliografiaEditar

  • Karpov, Anatoly e Guik, E. - Mosaico Ajedrecistico. Editorial Ráduga, Moscou: 1984, p. 154.

Referências

  1. Clube de Xadrez Arquivado em 4 de março de 2016, no Wayback Machine. Clube de Xadrez Online, acessada em 25 de julho de 2011.

Ver tambémEditar

Ligações ExternasEditar